VOCÊ SABE DE ONDE EU VENHO?

10/04/2021 às 3:20 | Publicado em Midiateca, Zuniversitas | Deixe um comentário

Nelson Freitas é ator bastante conhecido por ter trabalhado na Globo. Alguns podem até dizer que se trata de um vídeo um pouco ufanista e por essa razão fazer a ligação ao que há de pior neste país nos últimos tempos… Mas como já vi outros textos e vídeos deste ator sei que não é por ai. E considerando que o conteúdo do vídeo serve à reflexão resolvi fazer o post.


Nova IA criada pode descobrir se vivemos em uma simulação

09/04/2021 às 3:02 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Estamos numa matrix ? Esse cientista investiga isso, via IA. Entretanto há algo ainda mais perturbador na sua pesquisa: ele simplesmente abandona o método científico, criado por Galileu Galilei há vários séculos e usado por todos os cientistas, de Newton a Einstein. Confiram !


Nova IA criada pode descobrir se vivemos em uma simulação

Um cientista criou um algoritmo de computador que pode levar a descobertas transformadoras em energia e cuja própria existência levanta a probabilidade de que nossa realidade possa realmente ser uma simulação.

O algoritmo foi criado pelo físico Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA (DOE).

O algoritmo usa um processo de IA chamado machine learning, que melhora seu conhecimento de forma automatizada, através da experiência.

Qin desenvolveu este algoritmo para prever as órbitas dos planetas no sistema solar, treinando-o com os dados das órbitas de Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Ceres e Júpiter. Os dados são “semelhantes ao que Kepler herdou de Tycho Brahe em 1601”, como escreve Qin em seu artigo recém-publicado sobre o assunto. A partir destes dados, um “algoritmo de serviço” pode prever corretamente outras órbitas planetárias no sistema solar, incluindo órbitas parabólicas e hiperbólicas de escape. O que é notável, ele pode fazê-lo sem ter que ser informado sobre as leis de newton de movimento e gravitação universal. Pode descobrir essas leis por si só a partir dos números.

Qin está agora adaptando o algoritmo para prever e até mesmo controlar outros comportamentos, com um foco atual em partículas de plasma em instalações construídas para a colheita de energia de fusão alimentando o Sol e estrelas.

Qin explicou a abordagem incomum tomada por seu trabalho:

“Geralmente na física, você faz observações, cria uma teoria baseada nessas observações, e depois usa essa teoria para prever novas observações”, disse Qin. O que estou fazendo é substituir esse processo por um tipo de caixa preta que pode produzir previsões precisas sem usar uma teoria ou lei tradicional. Essencialmente, eu desviei de todos os ingredientes fundamentais da física. Eu vou diretamente de dados para dados (…) Não há lei da física no meio.”

Qin foi parcialmente inspirado pelo trabalho do filósofo sueco Nick Bostrom, cujo artigo de 2003 famosamente argumentou que o mundo em que estamos vivendo pode ser uma simulação artificial. O que Qin acredita ter conseguido com seu algoritmo é fornecer um exemplo de trabalho de uma tecnologia subjacente que poderia suportar a simulação no argumento filosófico de Bostrom.

Falando ao Big Think, Qin comentou: “Qual é o algoritmo rodando no laptop do Universo? Se tal algoritmo existe, eu diria que deve ser um simples definido na discreta rede espacial. A complexidade e a riqueza do Universo vêm do enorme tamanho da memória e do poder da CPU do laptop, mas o algoritmo em si poderia ser simples.”

Certamente, a existência de um algoritmo que deriva previsões significativas de eventos naturais a partir de dados ainda não significa que nós mesmos tenhamos a capacidade de simular toda existência. Qin acredita que estamos provavelmente “muitas gerações” longe de sermos capazes de realizar tal feito.

O trabalho de Qin adota a abordagem de usar a “discreta teoria de campo”, que ele acha que é particularmente adequada para o aprendizado de máquina, que é difícil para “um humano atual” entender. Ele explicou que “uma teoria de campo discreta pode ser vista como uma estrutura algorítmica com parâmetros ajustáveis que podem ser treinados usando dados observacionais”. Ele acrescentou que “uma vez treinada, a discreta teoria de campo se torna um algoritmo da natureza que os computadores podem executar para prever novas observações”.

De acordo com Qin, teorias de campo discretas vão contra o método mais popular de estudar física hoje em dia, que vê o espaço-tempo como um contínuo. Esta abordagem foi iniciada com Isaac Newton, que inventou três abordagens para descrever o espaço-tempo contínuo, incluindo a lei de movimento de newton, a lei de newton de gravitação e cálculo.

Qin acredita que há questões sérias na pesquisa moderna que decorrem das leis da física no contínuo do espaço-tempo sendo expressas através de equações diferenciais e teorias de campo contínuas. Se as leis da física foram baseadas no espaço-tempo discreto, como Qin propõe, “muitas das dificuldades podem ser superadas”.

Se o mundo funciona de acordo com a discreta teoria de campo, seria similar a Matrix, feito de pixels e pontos de dados.

O trabalho de Qin também coincide com a lógica da hipótese de simulação de Bostrom e significaria que “as teorias de campo discretas são mais fundamentais do que nossas leis atuais da física no espaço contínuo”. Na verdade, escreve Qin, “nossos descendentes devem achar as teorias de campo discretas mais naturais do que as leis no espaço contínuo usadas por seus ancestrais durante os séculos XVII ao XXI”.

Confira o artigo de Hong Qin sobre o assunto na Scientific Reports.

(Marcelo Ribeiro)

FONTEhttps://hypescience.com/fisico-cria-algoritmo-de-ia-que-pode-provar-que-a-realidade-e-uma-simulacao/

Defender a democracia contra nova tentativa de golpe

08/04/2021 às 3:20 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Excelente artigo. No curso do texto o autor menciona um termo que è infelizmente a realidade polìtica atual: “bolsofascismo”.

Está passando da hora de as oposições, instituições, organizações democráticas e o povo darem o seu brado de alerta. Basta de Bolsonaro! Ditadura nunca mais.

Cidadaos_do_mundo_univos


Defender a democracia contra nova tentativa de golpe

O governo Bolsonaro é um governo de desconstrução do país: educação, políticas sociais, economia destroçada, desemprego, desindustrialização. O presidente boicotou o combate à Covid-19. Já estamos próximos de quatro mil mortes diárias.

O Brasil se tornou o epicentro da pandemia. Se não fosse a ação decisiva dos governadores e prefeitos, a chegada da vacina chinesa (Coronavac) e a atuação do Butantan, estaríamos num caos maior.

Despreparado, o presidente demonstra sinais claros de psicopatia e se isola politicamente. Mesmo os seus aliados eleitos na Câmara e Senado já perceberam a barca furada. Quinhentos representantes da elite financeira e econômica do país assinaram carta em defesa da democracia. As pesquisas revelam o desgaste do presidente. Os comandantes das Forças Armadas se negam a apoiar aventuras golpistas. Só lhe resta o apoio belicoso dos milicianos, de alguns mercadores da fé, e de segmentos ainda envolvidos na midiosfera bolsonarista.

As mudanças atuais no ministério são para alinhar o aparelho de Estado aos objetivos do bolsofascismo. O afastamento de generais legalistas de postos de comando e nos ministérios são passos para colocar as Forças Armadas a serviço do autoritarismo.

A indicação do delegado da PF Anderson Torres para o Ministério da Justiça objetiva rearticular a base policial, que ameaça sair do barco governista. Este segmento tem sido incentivado a motins e levantes contra os governadores.

O desespero e o isolamento político aceleram as atitudes de Bolsonaro na perspectiva de rompimento do Estado democrático de direito. Na Câmara Federal, o deputado bolsonarista de carteirinha Victor Hugo quer acelerar a aprovação de um PL que prevê o uso do instituto de Mobilização Nacional no enfrentamento da pandemia. Isto é inconstitucional, pois este mecanismo só é previsto pela Constituição em casos de guerra.

Este PL dá poder ao presidente de requisitar a ocupação de bens e serviços, intervir nos processos produtivos, inclusive nas polícias militares dos estados, e convocar civis e militares. Ou seja, Bolsonaro quer mandar em tudo e em todos.

A democracia corre sérios riscos. Os golpistas estão dando indicações e passos concretos nesta direção. Mobilizemos os amplos setores políticos e sociais. Não subestimemos.

Depois de 36 anos do fim de regime militar, foi eleito um presidente neofascista que defende a tortura,émisógino, devastador do meio ambiente, negacionista e principal responsável pela morte de mais de 300 mil brasileiros.

Está passando da hora de as oposições, instituições, organizações democráticas e o povo darem o seu brado de alerta. Basta de Bolsonaro! Ditadura nunca mais.

(Davidson Magalhães)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 06.04.2021

Três em Um e Dois em Um

07/04/2021 às 3:07 | Publicado em Canto da poesia, Fotografias e desenhos | Deixe um comentário
Tags: , ,

Publico hoje neste espaço três poesias do amigo Rodrigo Dantas e um desenho (dois em um) que fiz recentemente. As artes se misturam…


ACALENTO (24/3/2021)

Coloco em meu colo o mundo iníquo
que soluça em pranto justo
exausto, acomoda o rosto feio
em meu peito quente, acolhedor
afago sua nuca e o rosto vira
buscando um lugar melhor
canto baixinho em seus ouvidos moucos
uma canção que invento, um lamento
acalento, acaricio, conforto, consolo
e agora manhãzinha que ele dorme
no lusco-fusco eu choro.

GRANULADO DE UM BRIGADEIRO EMBAÇADO (5/4/2021)

Eu não poderia ir embora sem antes desejar boa-sorte
aos alimentados de bocas inábeis, para que não sejam devorados pelos esfomeados
Eu não poderia me descolar sem antes desejar boa-sorte
aos que fecham os olhos para excluir, para que não sejam excluídos por fecharem seus olhos desastrados
Eu não poderia desplugar sem antes desejar boa-sorte
aos que condenam mas fingem viver dignamente – puídos – enquanto transgridem, para que percebam enquanto patinam na lama seus pés desairados
Eu não poderia ir embora sobretudo antes de desejar-me boa-sorte
eu, partícula, granulado que pende desse nosso brigadeiro sem liga e embaçado.

ABAT-JOUR (31/3/2021)

Lua, não és um abajur de luxo
sou tão teu filho quanto és minha
filha do meu viver efêmero
efeméride do meu zênite
teu marulho me toca, evoca
o que mais belo em mim há
sem gênero, pequeno, sereno
como a noite que roda
em elipses tranquilas
e tão longe e me toca
como a filha que vejo crescer
– e sou o que preciso for –
como o tempo que vejo penar
– e ofereço plácido a dor –
como inspira-me ver-te luzir!
– fulgurar, esplender, fulgir –
tu, abat-jour de luxo.


DoisEmUm

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: