Dia dos Trabalhadores

01/05/2012 às 3:23 | Publicado em Artigos e textos | 1 Comentário
Tags: ,

Há uma confusão, proposital, que se faz no dia de hoje. O homenageado é o trabalhador do mundo ! Vejam a crônica “DIA DO TRABALHO OU DOS TRABALHADORES ? “, publicada no livro CRÔNICAS E PONTOS DE VISTA, de Eduardo Marinho (o escaneamento do texto e os grifos são meus !)


DIA DO TRABALHO OU DOS TRABALHADORES ? capa proposta 3b

No princípio era o caos. Escuro, fechado, úmido. Barulhento, cheio de poeira e fumaça, engrenagens toscas e enormes, num descuido moíam mãos, braços, às vezes corpos inteiros, esmagados entre rodas dentadas e correias de transmissão. Era o princípio da revolução industrial. Os expulsos dos campos chegavam aos centros urbanos e eram muitos. Os campos eram cercados, os camponeses expulsos, ovelhas e algodão para a indústria de tecidos, legiões de miseráveis se aglomeravam nas periferias em miséria e desespero. Os patrões não precisavam se importar com as condições dos operários, a mão de obra era farta, facilmente substituível, os mutilados eram atirados à própria sorte, ao amparo dos próximos ou à mendicância. Adolescentes, crianças, velhos, mulheres e homens eram massacrados pelas condições de vida e de trabalho.

Era proibida a organização dos operários e a reivindicação de condições menos insanas era incitação à desordem. Eram escolhidos líderes de pior caráter, capatazes e cagüetes eram os olhos, ouvidos e mãos dos patrões, armas e ferramentas de desunião, de perseguições e controle. Encontros escondidos, conversas rápidas, dissimulações, persistência e a força que a resistência ao sofrimento dá, foram se formando as organizações, os encontros, as decisões e as lutas. Desde o início, o ódio, a covardia, o ataque dos privilegiados e fez cruel e implacável, muitos foram os mortos, os banidos, os perseguidos pelo fato de lutarem por direitos mínimos, não morrer de fome, cansaço, acidente ou abandono.

A primeira lei estabelecendo limite ao tempo de trabalho entrou em vgor num primeiro de maio. Muitas manifestações e barricadas, muitos mortos e feridos. As bandeiras operárias eram tão freqüentemente empapadas em angue que o vermelho foi escolhido como símbolo das lutas por direitos. Num primeiro de maio foi iniciada a primeira greve geral dos Estados Unidos, que resultou no massacre de Chicago, com dezenas de mortos e centenas de feridos. Quatro anos depois houve manifestações nos países europeus, nos Estados Unidos e em alguns países da África e América Latina. Era 1890 e os operários tinham contatos entre países. Em 91, a organização operária já conhecida como Internacional Socialista decreta o primeiro de maio “Dia Internacional dos Trabalhadores”.

Impotentes para evitar, os patrões se esforçam todo ano por transform a data em festa, o “dia do trabalho”, com espetáculos, sorteios, premiações na intenção de distorcer o significado deste dia de luta dos explorados, condições dignas de vida e de trabalho. Dia do trabalho é todo dia. O primeiro de de maio é o dia dos trabalhadores.

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. […] e seus ‘Demo…óstenes’. Aproveito então o posto do ‘Observar e Absorver’, blog do amigo Eduardo Marinho, que traz um dos melhores textos (e vídeos) sobre o tema. Vale a pena a […]


Comentários são livres, só não aceito nem publico xingamentos !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: