O GERENTE E O CHAVEIRO

18/09/2015 às 3:09 | Publicado em Artigos e textos | Deixe um comentário
Tags: , ,

Mais-valia à parte, você já parou para pensar quanto vale o seu trabalho ? O texto abaixo é uma parábola, até antiga, mas vale a reflexão.

Quanto


O GERENTE E O CHAVEIRO

Nove horas da manhã. O gerente foi avisado por um dos funcionários de que o cofre estava apresentando um problema. Estava travado e não abria, de jeito nenhum. O gerente foi até lá e acompanhou as tentativas desesperadas dos seus auxiliares para destravar o cofre e nada. Todos os documentos importantes do banco e também o dinheiro para o funcionamento das operações do dia estavam lá dentro. O cofre tinha de ser aberto.

Sem outra alternativa, mandou chamar o chaveiro, seu Sebastião, um velho um tanto rabugento porém muito competente. Seu Sebastião chegou ao local, com sua maleta de ferramentas, ouviu as explicações dos funcionários, avaliou cuidadosamente a situação, encostou o ouvido no cofre. Mexeu um pouquinho o redondo do segredo, combinou com um movimento no trinque e, “voila” cofre aberto. Aliás, não apenas o cofre se abriu. Abriram-se também sorrisos nos rostos até então angustiados de todos os presentes, que puderam, enfim, respirar aliviados.

– Quanto lhe devemos, seu Sebastião? – perguntou o gerente.

– Duzentos reais – respondeu o velho, sem mudar o semblante. (Estou atualizando os valores, para melhor entendimento da história).

– O quê? O senhor deve estar brincando.

– Não senhor. Eu não brinco em serviço. São duzentos reais.

– O senhor está roubando – falou o gerente, alterado. – Está tentando tirar proveito da situação. É um desonesto. Não vou pagar isso tudo…

Seu Sebastião nem esperou o gerente terminar a frase. Bateu a porta do cofre, juntou sua maleta e saiu porta afora, resmungando qualquer coisa. Todos se olharam perplexos e, ato contínuo, correram para o cofre na esperança de que ainda estivesse destravado.

Não estava. Tentaram repetir a operação feita pelo velho chaveiro mas não funcionou. Nada funcionava. A porta do cofre estava, definitivamente, travada.

Todos olhavam para o gerente com aquela cara de “olha só o que você fez”. E a fila de gente aumentando lá fora. E o relógio caminhando para a hora fatídica de abrir o banco. E não havia nada que se pudesse fazer.

Aliás, havia: chamar o seu Sebastião de volta e pagar o que ele estava pedindo.

Convenceram o gerente de que essa era a melhor (a única saída). E foram chamar o seu Sebastião que estava lá na sua oficina, furioso da vida.

– De jeito nenhum que eu volto lá. O sujeito me chamou de ladrão e desonesto.

– Mas seu Sebastião. Ele estava nervoso. Já mudou de idéia…

Tentaram todos os argumentos até que seu Sebastião concordou em voltar. Com uma condição:

– Ele tem que me pedir desculpas.

Foi outra dificuldade, mas os funcionários convenceram o gerente e ele pediu desculpas ao seu Sebastião que, enfim, voltou ao trabalho (Uma mexidinha no redondo do segredo, combinada com um movimento no trinque… cofre aberto).

O gerente, ainda contrariado, ordenou a um dos funcionários:

– Pague os duzentos reais do homem.

Seu Sebastião interrompeu:

– Não, senhor. Não são duzentos reais. São quatrocentos. Eu abri o cofre duas vezes.

O gerente quis reagir mas foi fulminado por meia dúzia de olhares dos seus colegas. E seu Sebastião saiu da agência com os seus quatrocentos reais.


O preço do serviço não está no que se faz e sim no que se sabe.

O preço do serviço está diretamente ligado ao valor que ele tem para o cliente (e isso depende, muitas vezes, das circunstâncias).

Qual é o preço do seu serviço?

FONTE: http://www.planetamais.com.br/view/mensagem/?detail=273

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: