4 de JULHO

04/07/2016 às 3:22 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Nesse 4 de julho, repito o post que fiz ano passado nesse mesmo dia. Em um ano para mim nesse aspecto o mundo pouco mudou, mesmo percebendo que o outro gigante, a China, se mexe firmemente rumo a substituição do atual império.


A CIA e a Inquisição, ou “Why America failed”

04/07/2015 às 3:21 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário Edit this post
Tags: história, Política

4 DE JULHO, dia da Independência dos EUA ! Vejam que esse artigo não é algo da idade média, é dos dias atuais. O texto é de dezembro do ano passado. Em muitos aspectos estamos mesmo em plena Inquisição. Lendo esse artigo, consegue-se entender o porquê daquele outro que fiz num outro 04 de julho: WHY AMERICA FAILED !


O caos sórdido da CIA e sua sórdida defesa

Relatório do Senado norte-americano acusa agência de inteligência do país de instituir a tortura como método e provoca reações imediatas, muitas delas igualmente indignas

por Flávio Aguiar, para a Rede Brasil Atual publicado 10/12/2014 15:38

tortura.jpg

Senado americano aponta abusos ultrajantes dos direitos humanos cometidos em nome da guerra ao terror

O relatório da Comissão de Inteligência do Senado norte-americano causa espanto e horror, tanto por seu conteúdo quanto por algumas das reações a ele. Divulgado na terça-feira (9), o documento acusa a CIA de práticas (horríveis) de tortura, de humilhação física e psicológica de prisioneiros, de mantê-los em privação de sono, e de fazer ameaças a seus familiares, além de manter cárceres secretos em todos os continentes, com exceção da Antártida.

As descrições das torturas físicas são brutais, fazendo pouco do famoso “waterboarding” e até mesmo do nosso bravo pau-de-arara. Nas humilhações, destaca-se a privação do acesso a WCs, substítuídos por fraldas. Ou uma certa “alimentação” e “hidratação” forçadas via anal – o que, além de esquisito, para dizer o mínimo, é uma terrível humilhação (para qualquer ser humano, certamente) sobretudo para muçulmanos. Na privação do sono, dias e dias sem dormir. E quanto às ameaças, coisas como torturar crianças e até mesmo degolar a mãe de um dos prisioneiros.

Um detalhe chama a atenção: tudo fora autorizado pelo governo norte-americano, por gente de alto escalão. Mas como sempre, houve “iniciativas” próprias, torturas praticadas mesmo sem o conhecimento das devidas autoridades. O relatório acusa a CIA de provocar o “caos” no  serviço de inteligência norte-americano e de seus aliados.

A CIA manteve – de 2001 a 2009 – nove prisões secretas e/ou  centros de tortura fora do território dos Estados Unidos: em Guantánamo, Polônia, Romênia, Afeganistão, Tailândia, Bósnia-Herzegóvina, Lituânia, Iraque e Marrocos. Ao todo, 47 países são acusados de ajudar o programa de torturas americano, 19 na Europa, entre eles, Alemanha, Reino Unido, Itália, Portugal, Espanha e além deles, outros, como Canadá, Austrália e África do Sul.

Um detalhe consolador: não há na relação um único país latino-americano. Quem diria, não?

A agência contratou os serviços de dois psicólogos militares, Bruce Jessen e James Mitchell, para formatar e supervisionar um programa, ao preço de 180 milhões de dólares, que desenvolvesse “técnicas especiais de interrogatório” – e que foi considerado um verdadeiro manual de tortura. Da verba, 81 milhões foram pagos até 2009, quando Barack Obama tomou posse e o programa foi suspenso.

As reações são muitas e variadas. Organismos internacionais, como a Anistia Internacional (inclusive seu braço norte-americano), a Human Rights Watch e a Comissão de Direitos Humanos da ONU, condenaram as práticas da CIA, e exigem que o governo norte-americano indicie os responsáveis, inclusive as altas autoridades que as permitiram e até incentivaram. Isto pode chegar até gente como Condoleezza Rice e George Bush Filho.  Até John McCain, senador republicano, condenou as práticas.

Porém, muitos republicanos revoltaram-se, vejam só, com a publicação do relatório(!). Este foi redigido apenas pelos democratas do comitê. Um grupo de senadores republicanos redigiu um relatório alternativo, rebatendo o primeiro. Afirmam que ele é impreciso, incompleto, falso etc.

Mas há mais. Ao contrário dos “negacionistas”, que dizem que tudo é mentira, há os que relatório da Comissão de Inteligência do Senado norte-americano causa espanto e horror, tanto por seu conteúdo quanto por algumas das reações a ele, como o ex-vice-presidente Dick Cheney, que não só tudo é verdade, como foi bom, estava certo, é isto mesmo, a tortura é relevante e benéfica nestes casos, desejável etc.

Last but no least, o relatório acusa a prática de torturas de ser ineficiente: as informações assim obtidas carecem de credibilidade. Como nos tempos da Inquisição, os acusados terminam dizendo o que os torturadores querem ouvir, seja verdade ou não.

O que, para a CIA, talvez seja a acusação mais grave de todas.

FONTE: http://www.redebrasilatual.com.br/blogs/blog-do-velho-mundo/2014/12/o-caos-sordido-da-cia-e-sua-sordida-defesa-1780.html

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: