“Erótica é a Alma”

08/09/2016 às 3:02 | Publicado em Baú de livros, Canto da poesia, Zuniversitas | 2 Comentários
Tags: , ,

Poético esse texto. Interessante é que procurei muito no oráculo atual (Google) e não encontrei o livro da Adélia Prado.

escrita


Texto do livro: “Erótica é a Alma”. De Adélia Prado.

Todos vamos envelhecer… Querendo ou não, iremos todos envelhecer. As pernas irão pesar, a coluna doer, o colesterol aumentar. A imagem no espelho irá se alterar gradativamente e perderemos estatura, lábios e cabelos. A boa notícia é que a alma pode permanecer com o humor dos dez, o viço dos vinte e o erotismo dos trinta anos. O segredo não é reformar por fora. É, acima de tudo, renovar a mobília interior: tirar o pó, dar brilho, trocar o estofado, abrir as janelas, arejar o ambiente. Porque o tempo, invariavelmente, irá corroer o exterior. E, quando ocorrer, o alicerce precisa estar forte para suportar. Erótica é a alma que se diverte, que se perdoa, que ri de si mesma e faz as pazes com sua história. Que usa a espontaneidade pra ser sensual, que se despe de preconceitos, intolerâncias, desafetos. Erótica é a alma que aceita a passagem do tempo com leveza e conserva o bom humor apesar dos vincos em torno dos olhos e o código de barras acima dos lábios. Erótica é a alma que não esconde seus defeitos, que não se culpa pela passagem do tempo. Erótica é a alma que aceita suas dores, atravessa seu deserto e ama sem pudores. Aprenda: bisturi algum Vai dar conta do buraco de uma alma negligenciada anos a fio.

(Adélia Prado)

Anúncios

2 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Meu caro Rosa,
    confesso que quando li o texto lembrei da frase “erótica é a alma” mas achei estranho que estivesse nesse texto, que eu não conhecia. Lembrava que tinha visto essa frase em algum poema dessa minha conterrânea.
    Então fui investigar Mr. Google e, parece, que há aí outra daquelas confusões:
    A frase faz parte de um poema chamado “Disritmia” (o que eu conhecia). Segundo Mr. Google, esse poema faz parte do livro “Bagagem” de 1976, seu primeiro livro publicado, com recomendação de ninguém menos que Carlos Drummond de Andrade. https://books.google.com.br/books?id=Oab_FPq818kC&pg=PA124&dq=disritmia+%2B+ad%C3%A9lia+prado&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwi8q8fB4P_OAhXECpAKHXmuBOUQ6AEILjAB#v=onepage&q=disritmia%20%2B%20ad%C3%A9lia%20prado&f=false
    Então fiquei intrigado e investiguei um pouco mais e encontrei esse texto que cita (de forma errada – a frase original é “erótico é a alma”) a frase do poema e segue com um conteúdo quase igual ao que você publicou:
    https://books.google.com.br/books?id=PoWeCgAAQBAJ&pg=PT47&dq=er%C3%B3tica+alma+Ad%C3%A9lia+prado&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwj9oNST3v_OAhUBkpAKHQdHDXMQ6AEIJTAA#v=onepage&q=er%C3%B3tica%20alma%20Ad%C3%A9lia%20prado&f=false

    Vale a pena investigar mais.
    Grande abraço,

    Panta

  2. Valeu amigo Panta, por motivo de viagem só agora pude ver e publicar esse seu comentário. Agradeço as dicas. Abraço, José Rosa.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: