Brasil, Pátria Educadora

23/09/2016 às 3:26 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags:

O Professor João Augusto, da UFBA, já esteve aqui antes. Só a citação de Anísio Teixeira que ele faz no artigo já equivale a uma bela aula, confiram !

educação


Brasil, Pátria Educadora  joaoaugusto_thumb_thumb

Anísio Teixeira é responsável pelos argumentos fundamentais de suporte à luta pela escola pública universal, gratuita e laica, entrenós. Suas orientações, fundadas em sólida formação pedagógica e filosófica, dão base ao movimento social em defesa da escola pública, desde o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, de 1932.

É preciso rememorarmos a argumentação essencial de Anísio, particularmente diante da decisão do governo federal de abandonar, após o golpe, o lema Brasil, Pátria Educadora,
adotado no início do último mandato da presidenta Dilma e seu vice Temer, conferido
pelas urnas em 2014.

No trabalho O processo democrático de educação, publicado em 1956, Anísio expõe sua compreensão sobre a conexão entre educação pública e democracia, base da luta pela escola pública. Diz ele:

“A sociedade democrática não pode, por natureza, ser espontânea. Nenhuma organização social o é… Foi e é uma opção, e só se realiza, se é que chegará um dia a realizar-se, por um tremendo esforço educativo. Por isto é que se afirma que a relação entre democracia e educação é intrínseca e não extrínseca, como sucede em outros tipos de sociedade. A aristocracia, a autocracia, o regime de castas etc., todos podem existir sem educação
intencional para todos. Ao contrário, não só prescindem dela, como precisam que ela não haja e velam por impedi-la. A democracia não pode existir sem educação para todos e cada um, pois importa em transformar, não alguns homens, mas todos os homens para –contra tendências hereditárias, sociais, se não biológicas – rematar, por evolução consciente, a obra de violência que vem sendo , desde o começo dos séculos, a obra das sucessivas
civilizações, até hoje. Todas as outras formas de sociedade precisam de alguma educação, mas só a democracia precisa de educação para todos e na maior quantidade possível… ”.

Convém desconfiar, pois, das intenções democráticas de um governo que se sente incomodado com o Brasil ser, de fato, uma pátria educadora.

(João Augusto de Lima Rocha, Prof. titular da Politécnica –Ufba e membro do Conselho Curador da Fundação Anísio Teixeira)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 22.09.2016

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Republicou isso em O LADO ESCURO DA LUA.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: