Conquista começa com Santos Dumont

23/10/2016 às 3:46 | Publicado em Artigos e textos | Deixe um comentário
Tags: ,

Uma grande data para o Brasil ! O artigo resgata também a participação de dois outros brasileiros nos avanços da aviação: o padre Bartolomeu de Gusmão e Augusto Severo.

SantosDumont AVIADOR


Conquista começa com Santos Dumont

A 23 de outubro de 2016 comemoram-se 110 anos do voo pioneiro do 14 Bis, realizado em Paris por Alberto Santos Dumont, considerado o mais importante marco da aeronáutica, isto é, o início da aviação baseada em veículos controlados mais pesados que o ar. Até então, os voos eram realizados em balões (cativos, ou livres) ou em planadores. No caso dos primeiros, ditos mais leves que o ar, Santos Dumont foi também pioneiro, ao garantir a dirigibilidade, com a utilização do motor a explosão, a hélice e o leme.

Independentemente dos recordes que conseguiu na corrida aeronáutica, as inovações do notável inventor brasileiro possuem um significado para além daquele com que se costuma caracterizar o voo do 14 Bis. Com esse feito são retiradas restrições à movimentação humana, ao sair das duas dimensões, na superfície do planeta, para atingir os ilimitados horizontes do deslocamento tridimensional, abrindo o caminho para a exploração do
espaço sideral.

As notáveis realizações do jovem Alberto, que aos 19 anos vai morar na França, apoiado por grande dotação financeira dada pelo pai, deve-se ao ambiente propício para o qual ele próprio contribuiu, ao incentivar naquele país a constituição de uma comunidade de interessados, dispostos à cooperação mútua em assuntos de aeronáutica. A eles antecederam importantes pioneiros que, com enormes sacrifícios, muitas vezes até da própria vida, contribuiriam para a concretização do sonho humano de voar, dentre os quais dois brasileiros: o padre Bartolomeu Lourenço de Gusmão e Augusto Severo.

Santos Dumont, no entanto, possuía talento invulgar para a mecânica, além de disciplina e coragem singulares, que o levavam a estudar, aperfeiçoar, inovar e testar os desenvolvimentos científicos e tecnoló- gicos disponíveis à época, no objetivo de voar autonomamente, fosse em balões, inicialmente, fosse no mais pesado que o ar, com que foi o primeiro a conseguir, por meios próprios, elevar-se do solo, controlar e estabilizar o avião em voo nivelado e voltar, ao fim, para o solo.

(João Augusto de Lima Rocha)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 10.10.2016

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: