Homo Ternus Apressadus e Mendigus Invisibilis

23/11/2016 às 3:36 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Publico hoje mais dois contos de Davi Romboli, jovem talento das letras.

o-papel-velho-e-material-vetor-pena-da-pena_15-2179_thumb


I – Homo Ternus Apressadus

Se um dia você for à metrópole de São Paulo, não deixe de observar algumas de suas espécies mais interessantes. O Homo Ternus Apressadus habita toda a região, mas é mais frequentemente encontrado no centro expandido da cidade. Possuem um ciclo migratório semanal, por cinco dias são vistos na região central e migram por dois dias para as cidades litorâneas ou bairros e cidades mais afastadas; mal descansam após pegar filas imensas ou lerem papéis e papéis que levam em suas valises, e então retornam para mais cinco dias no centro. Você pode reconhecê-los pelo traje: sapatos, calças e camisas sociais, terno e gravata. Estão sempre em movimento, seus passos são rápidos, não o notam por cousa alguma. Se você se pôr à sua frente , apenas desviarão o caminho no mesmo passo constante. A velocidade dessa espécie é um fator que dificulta a obtenção de imagens. Possuem uma pelagem especial que os protegem do frio e do calor; o terno é usado em qualquer circunstância e é caracterizante do gênero Homo Ternus.

Atenção: Esteja atento se ele carrega uma pasta. Pode se tratar do primo da espécie, o Homo Ternus Advogadus. Essa variante é muito perigosa e pode atacá-lo sorrateiramente.

Estado de conservação: LC – pouco preocupante.

 

II – Mendigus Invisibilis

Outra espécie que será impossível de não ver – ou de ver? – em sua viagem é a Mendigus Invisibilis. Ela habita toda a cidade, porém sua concentração na zona central atinge números tão impressionantes que até este autor não consegue estimá-la. Isso se deve, em parte, pela sua habilidade de se camuflarem em lixos, ruas e entulhos, é dito que esta qualidade beira à invisibilidade.

Os transeuntes da cidade passam por eles sem nunca percebê-los, se tropicam em algum deles apenas seguem. O truque para vê-los é procurar por eles. Esteja atento ao caminhar, olhe para o chão e para becos e, então, de repente, você passará a notá-los.

Em hipótese alguma dê dinheiro a algum de seus espécimes. O Mendigus Invisibilisé extremamente vulnerável aos valores materiais e qualquer moeda pode comprometer a sua capacidade de sobrevivência naquele meio ambiente, tornando-o dependente dos humanos.

Esteja atento à concentrações visíveis muito grandes. Pode-se tratar da espécie Zumbis Crackudus, que apesar da semelhança, quando em grupos, são violentos e propensos à furtos e ataques físicos.

Estado de conservação: LC – pouco preocupante.

(Davi Romboli)

FONTE: https://aterrodecafe.wordpress.com/

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: