Noite Feliz

23/12/2016 às 3:45 | Publicado em Artigos e textos, Midiateca | Deixe um comentário
Tags: ,

Interessante a história dessa música. Paz em plena guerra, talvez esse seja o real espírito natalino !


Uma das músicas mais conhecidas da noite de Natal é a “Noite feliz”. Ela foi escrita pelo padre Joseph Mohr e musicada por Franz Gruber em 1818, na cidade de Oberndorf, Áustria. Estou citando essa música porque vi na History Channel uma comovente e surpreendente história ocorrida na 1ª Guerra Mundial envolvendo essa música. É fantástico!

.
No Natal de 1914, em plena Primeira Guerra Mundial, soldados ingleses e alemães estavam em suas trincheiras, cada lado esperando uma oportunidade para atacar. Já era noite e estava tudo muito frio e silencioso. Isso até o momento que um soldado alemão quebrou o silêncio e começou a cantar uma música. Ele cantava “Stille Nacht, Heilige Nacht” (“Noite feliz”, em português). Em pouco tempo seus colegas o acompanharam e fizeram um forte e alto coro que ecoou na fria e silenciosa noite essa bela canção que evoca PAZ, Salvação, o menino Jesus! Os britânicos ficaram surpresos por essa inusitada situação. Eles escutavam a melodia mas não compreendiam a letra, mas nem precisavam!!! Eles logo reconheceram de que música se tratava. Em inglês, ela é conhecida como “Silent Night”.

.
Então veio o inusitado!!! Quando os alemães acabaram de cantar a música em coro forte e alto, o silêncio voltou a pairar… Mas por pouco tempo, pois o britânicos ficaram comovidos em ouvir os alemães cantando essa música sobre o menino Jesus em meio à guerra. Eles se sensibilizaram e gritaram das suas trincheiras: “Good, old Fritz!”. Os alemães (Fritz) responderam com “Merry Christmas, Englishmen!”. E logo em seguida gritaram repetidamente num inglês capenga: “We not shoot, you not shoot!” (“Nós não atiramos, vocês também não”). Nesse momentos ambos os lados deixaram suas trincheiras sem suas armas e começaram a caminhar para o centro do campo de batalha. E o inusitado, inesperado e inédito aconteceu, eles fizeram uma trégua. Durante meses, eles enterraram seus mortos, trocaram presentes, beberam, se divertiram, conversaram.

.
Eu vi essa história na History Channel, mas ela também foi contada pelo jornalista alemão Michael Jürgs em seu livro Der Kleine Frieden im Grossen Krieg – Westfront 1914: Als Deutsche, Franzosen und Briten Gemeinsam Weihnachten Feierten (“A Pequena Paz na Grande Guerra – Frente Ocidental 1914: Quando Alemães, Franceses e Britânicos Celebraram Juntos o Natal”). Segundo ele, ao longo de toda a frente ocidental – que se estendia do mar do Norte aos Alpes suíços, cruzando a França –, soldados cessaram fogo e deixaram por alguns dias as diferenças para trás. A paz não havia sido acertada nos gabinetes dos generais; a PAZ surgiu ali mesmo nas trincheiras inspirados pela música “Noite feliz”. Jamais acontecera algo igual antes. E durou meses!

.
Enfim, a trégua não oficial resistiu até março de 1915. Os alemães e britânicos entrincheirados faziam de conta que a guerra não existia. Mas a lembrança da confraternização foi aos poucos enfraquecendo e perdendo espaço para o ódio. Então a  guerra recomeçou.


Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: