Cartunista Nildão lança livro no qual investiga o significado de neologismos

02/02/2017 às 14:45 | Publicado em Artigos e textos, Baú de livros | Deixe um comentário
Tags: , ,

O outro livro dele, que tive conhecimento há algum tempo, Labiríntimo, nunca achei em nenhuma livraria de Salvador-BA. Vou procurar mais esse, Gnomes. Labirintimo

 

Gnomes


Cartunista Nildão lança livro no qual investiga o significado de neologismos

image

Se uma palavra pode ter mais de um (ou dois) significados, imagina quantos significados
tem uma palavra que são duas ao mesmo tempo. Essas e outras questões rodaram muito
pela cabeça do humorista e cartunista baiano Nildão em seu novo livro, Gnomes.

Com festa de lançamento animada pelo DJ Camilo Fróes neste sábado, Gnomes é uma
sequência de newlogismos criados por Nildão, como alieninjas, cartomente, sedoutora,
assassínico etc.

“Isso surgiu quando comecei a notar palavras que vinham diferentes na minha cabeça”, conta o artista.

“Uma amiga psicóloga, disse que essas são palavras valise, segundo conceitos de Jacques Lacan e Gilles Deleuze, ou seja, palavras que tem um significado a partir da junção de
outras duas: showmicio, pilantropia”, conta.

Fontes novas e Lage

A cada newlogismo corresponde uma tipografia específica, de modo a ressaltar os possíveis significados da palavra. Ele conta que pesquisou entre mais de dez mil fontes em sites
especializados, como dafont.com e 1001fonts.com.

“Logo de início, pensei que, para ter um caldo, eu precisava que cada palavra tivesse identificação tipográfica própria. Como sou meio obsessivo no processo criativo, pesquisei
milhares de fontes. Elas são a referência visual para o que a palavra quer dizer”, explica.

Dois newlogismos, alfabélico e desopilhado ganharam fontes criadas por Nildão especialmente para elas.

“Pois é, terminei criando mais duas. Alfabélico tem a letra toda feita de armas. E desopilhado, uma fonte baseada empilhas.Crieiessasduasfontes só para criar essas duas
palavras. Depois vou disponibilizar nos sites de fontes para quem quiser usar”, promete
Nildão.

Agora ele inicia um trabalho importante para a memória do cartum baiano: um livrão capa
dura com a produção do cartunista Lage (1946-2006), que fez história no jornal Tribuna
da Bahia. “Quem quer conhecer a história política baianana na época de ACM tem que ler Lage”, afirma.

(Chico Castro Jr.)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, hoje.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: