A FÁBULA DO RATO E DA RATOEIRA

11/03/2017 às 3:01 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 2 Comentários
Tags: , ,

Mais uma excelente fábula do Professor Saulo Dourado. E muito propícia aos tempos em que estamos vivendo nesta terra brasilis, onde poucos olham além do seu próprio umbigo.

image


A fábula do rato e da ratoeira

Um rato vivia na fazenda de Seu Gonçalves e passeava tranquilamente entre a dispensa e a cozinha. Do buraco que era sua casa, avistava galinhas, bois, cachorros, e se sentia um animal como os outros, cumprindo sua missão na natureza. Certo dia, ao buscar sua migalha de pão, deu de cara com uma aberração: uma ratoeira!

Primeiro, sentiu-se traído. “Então é isso que a Sra. e o Sr. Gonçalves me desejam?”. Depois de chorar com um pedaço de queijo nos dentes, pensou: “Se eu não posso confiar em quem mora no mesmo teto que eu, a quem eu posso recorrer?”. E saiu correndo para o pasto da fazenda. “Sra. Galinha!”, o rato gritou. “Tem uma ratoeira!”. A galinha bateu suas asas e
continuou a ciscar. “Dona Galinha, não me escuta?”. Ela por fim respondeu: “Lamento muito pelo senhor, mas eu não posso fazer nada”. O rato foi então até o porco. Ele também virou as costas: “A ratoeira está na casa e não nos atinge, me desculpe”. Desesperado, o rato ainda recorreu à vaca, que mugiu amuada: “Oh, que pena, Sr. Rato, rezarei muito pelo
senhor”.

À noite, a Sra. Gonçalves foi ver a ratoeira e se animou porque um bicho se mexia. Ao se
aproximar, era na verdade uma cobra, que lhe picou o calcanhar! A senhora ficou com uma febre enorme. “Acuda!”, gritou o Sr. Gonçalves. E foi preparar o melhor remédio para febre: canja! Matou a galinha no quintal. No dia seguinte, a mulher recebeu muitas visitas, e o Sr. Gonçalves precisou alimentá-las. Pam, matou o porco para fazer um assado. Depois
chamaram o médico, e o Sr. Gonçalves precisou pagar: vendeu a vaca!

Moral da história? No começo é só um rato, depois uma ratoeira!

(Saulo Dourado)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 11.02.2017

Anúncios

2 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. […] fábula para crianças ? Sei não… Saulo Dourado, bom e talentoso baiano […]

  2. […] interessante essa fábula de Saulo Dourado. Infantil ? Sei […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: