2 de JULHO

02/07/2017 às 3:31 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: ,

Muito interessante esse posicionamento de Laurentino Gomes. Esse aspecto que envolve as datas 7 de setembro e 2 de julho poucos observam.


Independência: “2 de Julho foi mais importante que o Sete de Setembro”, diz Laurentino Gomes

Independência: “2 de Julho foi mais importante que o Sete de Setembro”, diz Laurentino Gomes

Foto: Tácio Moreira/Metropress

Jornalista e escritor, Laurentino Gomes conversou com Mário Kertész nesta sexta-feira (30) sobre a história do pais e a importância da Bahia na independência do Brasil. De acordo com Laurentino, os baianos foram fundamentais para a libertação de Portugal. “Na época ninguém deu muita importância ao grito às margens do Ipiranga, no Sete de Setembro. No meu ponto de vista, o 2 de julho foi mais importante que o Sete de Setembro”, disse.

De acordo com o escritor, as várias realidades culturais do país impedem o Brasil de reconhecer a grandeza do 2 de Julho. “Existe uma disputa entre as regiões para ver quem representa melhor o Brasil. O reconhecimento do 2 de Julho passa por isso. A história dos bandeirantes como os grandes colonizadores, o grito do Ipiranga, o quadro do Pedro Américo… Isso contribui para que São Paulo fosse colocado como o estado onde aconteceu a independência”, explicou.

Mas Laurentino não hesita em afirmar que a Independência do Brasil aconteceu na Bahia. “A definição real, que garantiu a independência do Brasil, aconteceu na Bahia. Tem uma longa guerra na Bahia que envolveu muitas pessoas. Depois culmina com a expulsão dos portugueses no dia 2 de julho. Os outros eventos da independência, como o Dia Do Fico, eles têm um simbolismo grande, mas na Bahia morreu muita gente, houve um confronto militar. Foi muito importante. Depois que o Dom Pedro fez o grito do Ipiranga, havia um clima de ruptura com os portugueses. Os portugueses pensaram que se conseguissem ocupar a Bahia e Salvador, eles conseguiriam ocupar o Nordeste. O general Madeira de Melo era experiente, ele ocupou Salvador e pensou que se ocupasse a Bahia e o nordeste, conseguiria ocupar o Rio de Janeiro e São Paulo. Os baianos rapidamente se rebelaram”, completou.

FONTE: http://www.metro1.com.br/noticias/cidade/37912,independencia-a2-de-julho-foi-mais-importante-que-o-sete-de-setembroa-diz-laurentino-gomes.html

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. […] todos os livros dele. Eduardo Bueno, um historiador de texto fácil e interessante. Nesse mês de Independência da Bahia (e do Brasil), posto mais esse bom e humorado resumo daquele que foi um dos maiores fatos de nossa […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: