Pavio de Lamparina

10/07/2017 às 3:12 | Publicado em Artigos e textos | 1 Comentário
Tags: ,

A mais difícil das artes literárias, pelo menos para mim. Segue mais uma poesia do amigo Asclépio Aguiar.o-papel-velho-e-material-vetor-pena-da-pena_15-2179_thumb


Pavio de Lamparina

.

Ainda que o ouvir me doa

Não encolho o gesto

Não retraio à-tôa

E avanço a portar

Um pedaço do sol

Pelos portos-faróis.

 

Mesmo enrolado em pó

Dentro da noite mais fria

A vida que vai comigo

É  fogo

É brasa

Pavio de lamparina

Que, em réstia, me alumia.

 

(Asclépio Aguiar)

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. […] (Asclépio Aguiar) […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: