O PRIMEIRO SER HUMANO A PISAR EM OUTRO PLANETA ?

31/07/2018 às 3:15 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Se tiver uma só vaga na espaçonave, essa vaga deve ser dela. Essa notícia me fez lembrar o livro de Harari, SAPIENS, e uma passagem interessante que reproduzo novamente aqui.

sapiens_thumb

livro1_thumb

livro2_thumb


NASA Prepara Menina Para Ir a Marte

O interesse na colonização fora do nosso planeta nunca foi tão grande – especialmente com filmes como Star Trek e Star Wars estando no auge da popularidade. No entanto, enquanto alguns de nós só sonhamos com viagens espaciais, para uma garota está se tornando realidade. Alyssa Carson é uma menina de 17 anos de idade, de Baton Rouge, Louisiana, que a NASA está treinando para se tornar uma astronauta. Seu sonho é ser a primeira pessoa a pisar em Marte, e ela fará parte da primeira missão humana ao planeta, em 2033.

Ela tem tudo o que precisa para chegar lá, sendo a primeira pessoa a completar o Programa de Passaporte da NASA, indo a todos os 14 Centros de Visitantes da NASA. Ela também é a pessoa mais jovem a ser aceita e graduada pela Advanced Possum Academy, tornando-a oficialmente certificada para ir para o espaço e uma estagiária de astronauta. Além de seu treinamento, ela também está estudando todas as matérias da escola em quatro idiomas – inglês, chinês, francês e espanhol. Um dos maiores desafios que ela diz enfrentar é o tempo e fazer tudo em uma idade tão jovem, enquanto ainda frequenta o ensino médio. Enquanto Alyssa está bem ciente de que ela não pode se casar e começar uma família, ela está determinada a deixar isso de lado para alcançar seu sonho.

Esta é Alyssa Carson, de 17 anos, natural de Baton Rouge, Louisiana.

primeira pessoa a ir para Marte

Apesar de sua pouca idade, ela está sendo treinada pela NASA para se tornar uma astronauta.

primeira pessoa a ir para Marte

Seu objetivo é fazer parte da primeira missão humana a Marte, em 2033.

primeira pessoa a ir para Marte

FONTE: http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=12014

Anúncios

Por um Brasil de todos, com mais emprego e inclusão

30/07/2018 às 3:21 | Publicado em Artigos e textos | 1 Comentário
Tags: ,

Esse discurso não é comunista, não é proletário, talvez nem mesmo socialista seja. É apenas algo lógico, colocado por alguém que conhece o Brasil como poucos e que, possuindo um projeto para o país, mostra o quanto é inteligente. Para mim a palavra chave aqui não é economia, não é desenvolvimento, nem reforma, salário ou qualquer outra do gênero. A palavra chave aqui é e continuará sendo INCLUSÃO, até que consigamos atingir novamente o mesmo patamar do término do segundo governo Lula.

bandeirabrasil


Por um Brasil de todos, com mais emprego e inclusão  15182184315a7e2cbfb52eb_1518218431_3x2_md

Toda pessoa que tem um diploma da vida, como eu tenho, sabe que trabalhar, poder cuidar da família, é uma coisa sagrada que nos dá muito orgulho. Para podermos ter emprego e isso acontecer é preciso que a economia cresça, e o resultado desse crescimento seja distribuído de forma justa.

Para a economia crescer, o empresário tem que investir. Para o empresário investir, é preciso que o governo ofereça infraestrutura, um ambiente estável e políticas que favoreçam o crédito tanto para o investimento quanto o consumo.

O investimento vai gerar emprego na indústria, que vai pagar um salário que gera um consumidor, que faz o comércio vender e gerar outro trabalhador, na loja, que vai consumir também. É como se fosse uma roda-gigante.

Quanto mais emprego e inclusão social, mais salário, mais consumo, mais arrecadação que permite mais investimento, com mais empregos. É o óbvio: dinheiro na mão de rico vira uma conta parada no banco. Dinheiro na mão de pobre, ele vai no mercado e movimenta a economia.

Por isso é fundamental o País recuperar sua capacidade de investir para ter um novo ciclo de crescimento. O Brasil foi um dos países mais promissores e otimistas do mundo, quando seguiu esse caminho que combina combate à pobreza com desenvolvimento da economia. Hoje o País vive um ciclo diferente. O governo atual reduz investimentos, gerando pobreza, desemprego e aumento nos custos da energia. A indústria e o comércio demitem. Dizem que a inflação está baixa, mas os pobres sofrem com o aumento do gás de cozinha e a classe média, com o aumento na gasolina e nos planos de saúde. E é claro que a relação dívida/PIB piora, porque o PIB não cresce.

A reforma trabalhista conduz a empregos de pior qualidade, reduz a segurança do trabalhador, corta direitos. A reforma também vai dificultar a qualificação da mão de obra em um momento em que há cada vez mais tecnologia em qualquer setor da sociedade.

As próximas eleições são fundamentais para definir o caminho do País. Precisamos retomar os investimentos no futuro do Brasil, e esse futuro são os brasileiros que precisam voltar a ter emprego, oportunidades e sonhos. No meu governo, o povo parcelava a compra do carro e da casa própria. Agora, com Temer e o PSDB, parcela para encher o tanque de gasolina ou comprar um botijão de gás.

Retomada de economia de verdade será quando as pessoas voltarem a ter bons empregos com carteira assinada, a ter a chance de fazerem uma faculdade e comprarem uma casinha. Para isso acontecer, precisamos de governantes que acreditem no nosso povo. Eu tenho certeza que é possível vencer a crise, porque eu já resolvi uma grave crise no Brasil uma vez e tenho certeza que posso, mais experiente, fazer isso de novo.

(Luiz Inácio Lula da Silva)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 29.07.2018

Tudo diferente

29/07/2018 às 3:25 | Publicado em Midiateca | Deixe um comentário
Tags: ,

Domingo: Maria Gadu !


Como um pequeno sensor no seu celular pode revelar sua senha e captar conversas

28/07/2018 às 3:29 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Poucas pessoas se preocupam em verificar o que consta no item Configurações dos seus smartphones. Também, ao se instalar um app no celular, a maioria das pessoas vai permitindo tudo, só clicando em OK ou algo semelhante. Vejam como isso é importante. Sua segurança pode estar em risco.


Como um pequeno sensor no seu celular pode revelar sua senha e captar conversas

 

Celular

Sensor conhecido por poucas pessoas é capaz de descobrir senhas por meio de movimentos

Você provavelmente está ciente de que seu celular sabe muito sobre você. Mas há um pequeno sensor entre os conectores e chips que compõem o seu aparelho capaz de medir algo que você talvez nunca tenha parado para pensar: a velocidade angular.

Em outras palavras, como você segura o celular: se é na vertical, horizontal ou inclinado.

Este dado é, então, transformado em um sinal elétrico, processado imediatamente pelo dispositivo.

E não só mede a velocidade ou a lentidão com que você move o celular entre as mãos, mas também pode revelar seu código PIN ou o conteúdo de suas conversas.

Nós contamos como.

Um sensor ‘silencioso’

“A maioria dos smartphones, tablets e outros dispositivos portáteis estão equipados com uma infinidade de sensores – como giroscópios e acelerômetros – que nos permitem interagir com o mundo real”, disse à BBC Maryam Mehrnezhad, da Faculdade de Ciências da Computação da Universidade de Newcastle, no Reino Unido.

Muitos especialistas os chamam de “sensores silenciosos”. No total, eles identificaram mais de 25 deles.

IHomem segurando celular

Especialistas identificam mais de 25 ‘sensores silenciosos’ em celulares

O sensor que detecta a velocidade angular é o giroscópio, que se tornou – junto do acelerômetro, que faz girar a tela – é uma das peças-chave dos smartphones produzidos hoje, e também é fundamental em outros dispositivos, como relógios inteligentes.

Quase todos os celulares fabricados nos últimos dois ou três anos têm giroscópio.

Por exemplo, todos os iPhones fabricados a partir do modelo 5 possuem o dispositivo, assim como grande parte dos aparelhos com Android feitos nos últimos três anos: Google Nexus (4 a 6), Samsung Galaxy (a partir do S3 e Note 4), Sony Xperia (do T e Z) são alguns deles.

Aplicativo de relacionamentos Tinder é um dos que utilizam o sensor

Aplicativo de relacionamentos Tinder é um dos que utilizam o sensor

Graças ao giroscópio, você pode assistir a vídeos em 360º, jogar Pokémon Go e usar aplicativos de realidade virtual. O sensor também ajuda o seu telefone a “entender” os gestos e movimentos que você faz na tela ou os botões que você ativa.

O problema é que aplicativos podem usar os dados fornecidos pelo giroscópio sem pedir permissão ou sem fornecer todas as informações sobre o motivo da coleta.

Um deles é o Tinder, o aplicativo de namoro mais usado do mundo.

A plataforma coleta dados do acelerômetro e do giroscópio, mas não explica exatamente o motivo.

“Nós coletamos as informações que você usa para acessar nossos serviços, incluindo hardware e software – como o endereço do IP – seu tipo de conexão ou sensores como o acelerômetro, o giroscópio e a bússola”, diz comunicado no site do aplicativo.

Decifrando conversas e códigos

Outros aplicativos usam o giroscópio como um microfone, mas sem acessar realmente o microfone do dispositivo, segundo pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

Assim, eles podem captar conversas privadas sem levantar suspeitas, dizem os especialistas. Isso ocorre porque esses sistemas são capazes de coletar sinais acústicos que, devidamente processados, reproduzem pelo menos 50% do som.

Desenhos de mãos segurando celulares

O sensor consegue identificar, a partir do movimento dos dedos dos usuários, a senha do aparelho

“Como o iOS e o Android não precisam de permissões especiais para acessar o giroscópio, nossos resultados mostram que os aplicativos que não podem acessar o microfone podem, no entanto, ouvir o que é dito”, diz o documento.

Outro risco é que eles saibam qual é o seu código PIN, adivinhando, pela forma como você move seus dedos pelo celular, qual é o número.

Quando pressionamos os números, inclinamos a tela para um lado e o outro. Um movimento irrelevante à primeira vista, mas que, segundo Mehrnezhad e outros especialistas da Universidade de Newcastle, permite descobrir o código em 70% dos casos.

Basta um código JavaScript para descriptografar o PIN. Esse código pode ser inserido no celular da vítima por meio de um programa ou link malicioso.

Para evitar problemas, você pode decidir por si mesmo quais aplicativos terão acesso ao giroscópio e outros “sensores silenciosos” do seu telefone, no menu “Configurações”.

FONTE: https://www.bbc.com/portuguese/amp/geral-44720073?__twitter_impression=true

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: