O Pisa e o caminho

25/07/2018 às 3:12 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: ,

Os resultados do Pisa só escancaram a cruel realidade que passa a Educação em nosso país. Muito bom esse artigo publicado pelo Professor baiano Jorge Portugal sobre esse tema.

plano-nacional-educacao_thumb


O Pisa e o caminho  jorge-portugal-profssor-fantastico-22112012_132152-g_thumb_thumb

Mais uma vez o resultado do Pisa – a avaliação internacional do ensino fundamental, que confronta países – deixou o Brasil em situação vexatória. A falta de conhecimentos rasos em Matemática, Ciências e Língua mostra uma face deplorável da nossa educação nesse nível que, inevitavelmente, se projeta no ensino médio, já definido por Gilberto Dimenstein como a “bomba social da realidade brasileira”. Ainda parecemos longe de acertar o passo entre a tecnologia disponível – e já nas mãos de muitos garotos e garotas estudantes – e aqueles que seriam os agentes do conhecimento em sala – os professores.

Há dez anos, ouvi da boca de um iluminado educador a seguinte sentença: a inequação do ensino no Brasil se dá pelo fato de que temos uma escola do século 19, um professor do século 20 e um estudante do século 21. Devidamente equipados com smartphones e similares, não é difícil imaginar o descompasso de um(a) garotx de 12 anos ante a lentidão de um(a) professor(a) copiando alguma informação na lousa, dentro de uma sala fechada, mesmo com o conforto do ar refrigerado. Imagine na rede pública, onde nem o ar refrigerado – na maioria dos colégios – sequer existe?

Nessas mesmas escolas, há relato das direções, que têm que travar luta corporal com traficantes, para que não distribuam drogas nas dependências dos colégios. É triste. É trágico. O aluno inteiramente desmotivado para frequentar as aulas (para muitos, um martírio!) e diretores e professores já tendo que exigir adicional de periculosidade para a profissão de educador, devido ao risco permanente.

Mexa-se tudo isso no caldeirão de um país que desmorona e derrete e se pergunte pelo horizonte dessa rapaziada daqui a dez anos. O Pisa é só um sintoma do presente. Assim como o Ideb. Tal qual o Enem, transformado em vestibular nacional, com resultados que bem lembram um massacre. E lembrar que tudo começava a ir tão bem… Mas… “no meio do caminho tinha um golpe/ tinha um golpe no meio do caminho”.

(Jorge Portugal)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 24.07.2018

Anúncios

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: