Turbinas eólicas gigantes

31/08/2018 às 3:30 | Publicado em Midiateca, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: , ,

E pensar que aqui nem necessitamos de turbinas desse tamanho…


Anúncios

Um Chirac, rápido

30/08/2018 às 17:36 | Publicado em Artigos e textos | 1 Comentário
Tags: , ,

Veríssimo dando uma sugestão de voto. Será premonição ? Acho um bom conselho, afinal já temos o nosso Le Pen bem identificado.

 

UrnaRatoeira


Um Chirac, rápido  Verissimo_sax

Na eleição presidencial de 2002, pela primeira vez na história recente do país, um candidato da extrema-direita chegou perto do poder na França. Com a esquerda dividida, como sempre, e com a reação crescente à invasão de imigrantes, como agora, só Jacques Chirac, disputando sua reeleição, teve mais votos do que Jean-Marie le Pen, líder da Frente Nacional. Poucos votos mais. E foram os dois para um segundo turno em que uma vitória de Le Pen não parecia fora de propósito. Seu eleitorado – a França “profunda”, racista, antissemita,xenófoba, marginalizada pela globalização – continuava a mesma e não mudaria seus conceitos e preconceitos – ou seu voto.

Mas aí a França acordou. Olhou em volta, esfregou os olhos e disse a frase fatídica: “Pera aí um pouquinho”.

Como se sabe, “pera aí um pouquinho” é a frase que tradicionalmente precede tomadas de consciência e epifanias. Nosso francês exemplar – digamos que se chame Pierre, para facilitar– talvez um eleitor do Jospin, socialista, terceiro mais votado no primeiro turno, se deu conta de que antes de mais nada era preciso evitar que Le Pen se elegesse.

Pierre poderia ser comunista, anarquista, zen-budista, odiar o Chirac, não importava. Só um Chirac vencedor impediria que a França fosse governada por um fascista declarado.

Chirac cumpriu sua função histórica. Derrotou Le Pen de goleada no segundo turno e lavou a alma da França – ou, vá lá, deu uma esfregada até a eleição seguinte, do Sarkozy. Venceu porque, como o nosso Pierre, muita gente se uniu, não a favor dele, mas contra Le Pen. Simpatizei com Chirac depois que me contaram que ele teve um caso com a Claudia Cardinale. Ter um caso com a Claudia Cardinale me parece recompensa justa pelo que Chirac fez pela França. Ele mereceu.

Pensando em votar em branco, votar no Ratinho ou anular o voto? Pera aí um pouquinho. Escolha o mais Chirac dos candidatos e vote nele. O Le Pen nós já temos.

(Luis Fernando Veríssimo)

FONTE: Principais jornais do país, hoje

Carro elétrico movido a energia solar se recarrega enquanto anda

30/08/2018 às 3:29 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: , ,

Eu fico com a impressão que veículos elétricos, de toda a natureza, e as energias alternativas vão atropelar em pouco tempo o pessoal que é agarrado no passado dos combustíveis fósseis.


Carro elétrico movido a energia solar se recarrega enquanto anda

Desenvolvido pela alemã Sono Motors, modelo Sion tem 330 células solares conectadas ao teto, capô e laterais do veículo.


 

Sono Motors testa carro elétrico movido a energia solar (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

Sono Motors testa carro elétrico movido a energia solar (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

Uma startup com sede em Munique, na Alemanha, aproveitou o forte sol da Baviera no verão europeu para testar o desenvolvimento final do sistema de recarga do seu carro Sion, um veículo solar totalmente elétrico que permite que você carregue as baterias enquanto dirige.

A Alemanha provavelmente perderá sua meta de colocar 1 milhão de carros elétricos nas ruas até 2020, mas o governo disse em abril que está pronta para oferecer apoio a empresas que fabricam baterias para veículos elétricos.

A Sono Motors, fundada em 2016, está desenvolvendo o Sion, um veículo totalmente elétrico que possui células solares integradas em sua carroceria. Pode ser carregado via energia solar, de tomadas de força convencionais ou outros carros elétricos.

Sion, da Sono Motors, roda em Munique, na Alemanha (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

Sion, da Sono Motors, roda em Munique, na Alemanha (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

A produção começará no segundo semestre de 2019 em uma de suas fábricas alemãs e a empresa tem cerca de 5.000 pedidos. O plano é que o veículo seja vendido por 16.000 euros, cerca de US$ 18.540, no ano que vem.

O Sion terá 330 células solares conectadas ao teto, ao capô e às laterais do veículo, e seu sistema de bateria oferecerá um alcance de cerca de 250 km antes de precisar ser recarregado.

“Temos um aquecedor de assento, ar condicionado, um grande sistema de informações e entretenimento onde eu também posso conectar meu telefone interativamente, o que significa que eu realmente tenho um veículo completo que é muito simples, sem frescuras”, disse Laurin Hahn, co-fundador e presidente-executivo da startup.

Sion, da Sono Motors, possui células solares em sua superfície (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

Sion, da Sono Motors, possui células solares em sua superfície (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

Sono Motors desenvolveu carro elétrico movido a energia solar que possui centra multimídia moderna (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

Sono Motors desenvolveu carro elétrico movido a energia solar que possui centra multimídia moderna (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

Painéis solares na superfície do Sion, da Sono Motors, são responsáveis por captar a energia (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

Painéis solares na superfície do Sion, da Sono Motors, são responsáveis por captar a energia (Foto: Andreas Gebert/Reuters)

FONTE: https://g1.globo.com/carros/noticia/2018/08/07/carro-eletrico-movido-a-energia-solar-se-recarrega-enquanto-anda.ghtml

Refletindo sobre Marx em sala de aula

29/08/2018 às 3:25 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: , ,

Marx, o barbudo, continua mais atual que nunca. Confiram esse texto simples, claro, translúcido !

Brecht


Refletindo sobre Marx em sala de aula

“Eu, quando trabalho Marx em sala de aula, puxo para o estudo da ideologia alemã e esse ano tive uma necessidade imensa de voltar a trabalhar o Capital.

É inadmissível que tenhamos uma geração inteira que não compreende a importância da luta, que não se reconhece como proletariado, que não percebe que é explorado.

O seu diploma, a sua Pós, não te faz membro da elite. Você não é diferente do gari, da empregada doméstica, do pedreiro. Você apenas vive numa grande ilusão social.

Elite não parcela a compra de um carro em 60 meses, a casa em 20 anos.

Elite não utiliza o FGTS para se sustentar, em caso de desemprego, muito menos, precisa de seguro desemprego. Elite não conta moedas no final do mês e não briga em aniversário de mercado pelo litro de óleo.

Não importa se você tem um cargo de chefia com carteira assinada numa grande empresa ou é um micro empresário que precisa, volta e meia, de empréstimos para manter sua empresa. A diferença entre você e a auxiliar de serviços gerais, que você despreza porque limpa o banheiro da sua empresa, é que ela tem consciência da exploração em que vive.

A luta não é algo de esquerdopata, de petralha. A luta é um DIREITO legítimo do trabalhador, para manter a sua dignidade, num sistema opressor como o sistema neoliberal.

Mas, você só luta pelo lugar na pirâmide. Não tenha dúvida, você está bem na base da pirâmide.

Entenda que se você está criticando aqueles que estão lutando pela manutenção de um direito seu, só demonstra o quanto você está alienado.

Afinal de contas o capitão do mato também era explorado e escravo.”

(Fernanda Teles, Profa. de História)

FONTE: http://www.abcdaluta.com.br/post/refletindo-sobre-marx-em-sala-de-aula

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: