Bertrand Russell

31/07/2019 às 3:27 | Publicado em Midiateca, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags:
Anúncios

GREG NEWS | FODA-SE O NIÓBIO

30/07/2019 às 3:39 | Publicado em Midiateca | Deixe um comentário
Tags: , ,

Que nióbio que nada ! Água, água e mais água !


10 MITOS sobre a universidade pública no Brasil

29/07/2019 às 3:30 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags:

Como se pode ver apenas pelo título deste blog, ele é dedicado a Educação. Assim, faço esse post hoje desmistificando o que corre solto nas mídias tradicionais e nas redes sociais, paraíso do que hoje se chama fakenews. Mas para entender mesmo essa questão, só tendo feito algum curso em Universidade Pública. E, melhor ainda, tendo feito algum curso lá e também em Universidade Particular, como foi o meu caso. Nada supera a experiência e a realidade. Para mais detalhes sobre cada um dos MITOS, vá em: https://jornal.usp.br/universidade/10-mitos-sobre-a-universidade-publica-no-brasil/

UniversidadePublica


10 MITOS sobre a universidade pública no Brasil

 

1 – A universidade pública vive de costas para a sociedade

As universidades públicas brasileiras são frequentemente rotuladas de “torres de marfim” e acusadas de viver “de costas” para a sociedade. Não é verdade. As universidades públicas prestam uma série de serviços importantes à sociedade, por meio de hospitais, museus, orquestras, teatros e outras atividades diversas de “extensão” — como são chamados esses serviços de atendimento à população.

 

2 – Nos países desenvolvidos, a ciência na universidade é privada

Errado. Nos países ricos, a maior parte do dinheiro que financia a ciência na universidade é público e isso vale até mesmo para as universidades que cobram mensalidades.

 

3 -A universidade pública não se relaciona com empresas

As universidades públicas não colaboram com a indústria, não ajudam o setor produtivo, são contra a iniciativa privada, etc e tal. Você já deve ter ouvido alguma frase dessas por aí.

É uma generalização injusta. O que vem ocorrendo, na verdade, é um aumento das colaborações entre universidades públicas e empresas privadas, apesar dos muitos entraves burocráticos e culturais que dificultam essa interação.

 

4 – A universidade pública é cara demais

Nas universidades, os professores também são pesquisadores. E além de lecionar e desenvolver seus estudos, eles têm ainda o papel de formar novos cientistas, orientando trabalhos de mestrado e doutorado, ou seja, alimentando a pós-graduação – e como se vê, a responsabilidade por estes programas é majoritariamente de instituições públicas.

 

5 -A universidade pública é só para os ricos

Tem um mito rolando por aí que as universidades públicas do Brasil “só tem aluno rico”. Mas veja: de cada 3 alunos das universidades federais, 2 vêm de escolas públicas;
e a renda média das famílias de onde eles vêm é de um salário mínimo e meio.

 

6 – Universidade pública não faz pesquisa

Andam dizendo por aí que a universidade pública brasileira não faz pesquisa. Muito pelo contrário! As universidades públicas, federais e estaduais são as grandes produtoras de ciência e tecnologia no Brasil.

 

7 – A pesquisa na universidade pública não gera resultados práticos

Você provavelmente já ouviu falar que as pesquisas feitas nas universidade brasileiras “não servem pra nada”. Não é verdade. A cobrança por resultados é justa, mas a resposta é mais complexa do que parece. A pesquisa universitária gera, sim, resultados práticos de grande relevância econômica e social, contribuindo de forma decisiva para o desenvolvimento de novas tecnologias e para a formação de recursos humanos qualificados. O agronegócio, a produção de petróleo e bioetanol, a indústria química, a saúde pública e a medicina — todos os setores se beneficiam da pesquisa acadêmica, por meio de contribuições diversas, que não podem ser resumidas a um único produto.

 

8 – Cobrar mensalidade resolveria o problema de financiamento das universidades

Na verdade não. Com as notícias sobre a falta de dinheiro nas universidades públicas, muita gente começou a se perguntar se elas deveriam mesmo ser gratuitas. Na USP, um levantamento concluiu que as mensalidades não cobririam nem 8% do orçamento
(lembrando que a renda familiar bruta de 45% dos calouros é de até cinco salários mínimos)

 

9 – As cotas reduzem a qualidade do ensino nas universidades

Isso não é real. Com a Lei de Cotas, as universidades federais passaram a reservar metade de suas vagas para alunos que vieram do ensino médio público. Isso foi em 2012, mas anos antes algumas instituições já estavam colocando em prática as ações afirmativas. Desde então muita gente já se formou e o que os dados mostram é que há pouca diferença no desempenho de quem entrou por cotas e os demais. É o que mostram estudos do Insper, da Universidade do Texas, Universidade Estadual do Rio de Janeiro,
entre outros.

 

10 – A universidade pública no Brasil é de esquerda

A universidade pública é um lugar de esquerda? Sim.

A universidade pública é um lugar de direita? Sim também!

É que uma de suas principais missões é ser um lugar com pluralidade de ideias e isso é garantido pelo princípio da autonomia universitária, que está até na Constituição brasileira.

Art. 207 da Constituição Federal

As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

 

===> É exatamente por esse motivo que criei, logo no início deste blog, a seção que denominei “Zuniversitas”, onde tudo cabe, caso contrário não Universidade !

FONTE: https://jornal.usp.br/universidade/10-mitos-sobre-a-universidade-publica-no-brasil/

PACIÊNCIA

28/07/2019 às 8:23 | Publicado em Midiateca | 1 Comentário
Tags: ,

No dizer de minha saudosa mãe, PACIÊNCIA é a Ciência da Paz !


 

 

 

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: