Bolsonarismo

02/09/2019 às 3:05 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: ,

Mais um bom artigo do Professor Carlos Zacarias. Dessa vez explicando o “fenômeno” do Bolsonarismo e o perigo que estamos passando como país.

pergunta


Bolsonarismo

Um dos fenómenos associados à ascensão da extrema-direita no Brasil é o surgimento do “bolsonarismo”. Chama-se de bolsonarismo a um tipo de comportamento político, surgido nos últimos anos. ao qual se vinculam pessoas ou grupos de pessoas que se mobilizam em torno de ideias como antipetismo e o anticomunismo, o vitimismo e o pânico moral, a mobilização politica e o culto da vioIência, o neoliberalismo e o ataque aos direitos e tudo àquilo que se relaciona ao Estado de bem estar social oriundo de políticas públicas e de inclusão.

O bolsonarismo repete, no Brasil, o que aconteceu ou acontece em outras épocas ou em outros países, onde uma crise aguda e aparentemente incontornável, produziu saídas permitindo a ascensão de lideres carismáticos que trouxeram propostas de soluções fáceis para todos os problemas da vida, economia, politica e sociedade. Na Itália e na Alemanha nos aos 1920/30, a crise do pós-guerra e uma conjuntura de intensa luta operária, revolucionária e de esquerda, exasperou os setores médios que, ressentidos pela falta de perspectivas, partiram em busca de alternativas que tinham na ideia de que havia um “nós” e um “eles” como um dos elementos mobilizadores mais importantes. Tal atitude, que não deixou de contar com o apoio de parte fundamental das classes dominantes e dos atores políticos tradicionais, deu ensejo para que se apoiasse o saneamento político. que atingiu parcelas da sociedade e dos grupos políticos de esquerda, e depois se ampliou, alcançando a todos os que se colocavam no campo da oposição.

O que ocorre no Brasil, que tem similitude com o que acontece em países como Hungria, Polônia, Itália e mesmo nos Estados Unidos, onde governantes outsiders e de extrema-direita ascenderam, encampando um discurso antissistêmico e alternativo ao que chamam de velha política, mesmo com as características que nos permitem apontar as semelhanças com os movimentos nazifascistas históricos, têm suas peculiaridades. O fato, contudo, é que qualquer que seja o nome que se dê ao fenómeno. no qual o bolsonarismo se inclui e cujos derivativos oriundos da conceituação não negam seu aspecto principal, começam a produzir um consenso que diz tratar-se daquilo que de mais próximo ao fascismo existiu na história, desde o fim da Segunda Guerra, em 1945.

Alimentando-se da crise de representação oriunda de outras tantas crises que tiveram como ponto de inflexão o golpe de 2016. o bolsonarismo se apresenta como visão de mundo ultrarreacionária de retórica patriótica e violenta, que elegeu a esquerda e os setores democráticos como inimigos a serem vencidos. Não sendo capaz de produzir o contentamento prometido, o bolsonarismo necessitará de uma permanente mobilização de espíritos e força para continuar existindo. Sendo bem sucedido, não deixará vestígio daquilo que um dia chamamos de pais.

(Carlos Zacarias de Sena Júnior)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 30.08.2019

Anúncios

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: