Um encontro APROVADO

07/09/2019 às 3:56 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags:

7 DE SETEMBRO ! Nessa data cívica, enfatizando sempre que um país só se faz com EDUCAÇÃO, venho lembrar um dos melhores programas já produzidos em solo baiano: Aprovado, levado ao ar pela TV-Bahia (Globo) e tendo o Professor Jorge Portugal no comando. Saudades dos bons tempos em que pudemos assistir todos os sábados de manhã algo novo e de boa qualidade.

“O Aprovado tirava da cama cerca de 2 milhões e 300 mil baianos para vê-lo nas manhãs sabatinas”

csm_jportuga_4663874311


Um encontro aprovado

Quero contar pra vocês um pouco do resultado quando se encontram um professor/poeta um tanto sonhador e uma rede de TV com vontade de tangenciar o coração social de sua população. O professor — este que vos escreve — e a TV, a que tem o nome do nosso estado. Pois bem, numa bela noite de show de Elba Ramalho na área verde do Othon, fui abordado por dois queridos amigos de juventude, que não via há tempos: Rodolfo Pereira Tourinho e Sérgio Siqueira. Disseram estar no posto de direção (Rodolfo, o executivo e Sérgio, o conteúdo) da TV Bahia e me relataram que a emissora lançava um tema de verão todos os anos, assinado por um autor baiano e tinham acabado de pensar em mim para o verão vindouro. E queriam uma chula, um samba-de-roda alentado, daquele de grudar no ouvido do povo.

Pedido anotado, marquei com Roberto Mendes que já me esperava com a meIodia pronta. E os versos vieram dançando com o ritmo: “pedra pisada de preto/luso-banto-sudanesa/precipício de beleza/reconvexa alegria/irmã de toda utopia/ rima de toda riqueza/tudo isso, com certeza só se vê na Bahia…”. Assim que o primeiro clip foi ao ar com as imagens mágicas de Sérgio Siqueira, reapresentando a Bahia aos baianos, a “coisa” virou febre; “Só se vê na Bahia” tornou-se uma espécie de hino “oficioso” do estado; virou dito popular, axioma irônico, forma de “tirar sarro” das coisas sublimes e lamentáveis que acontecem por aqui. Sucesso retumbante!

A parceria do professor com a TV estendeu-se, depois, para o festival “Canta Nordeste”, para um curso de atualização em Língua Portuguesa dado ao jornalismo da casa e a um quadro de tira-dúvidas de 1 minuto no jornal Bahia Meio-Dia. A culminância de tudo, por fim, foi o programa Aprovado! Concebido como um programa de educação visando a preparar estudantes — sobretudo da rede pública, que não podiam pagar um cursinho — foi atingindo um público tamanho e surpreendente que até a própria direção nacional da Globo não sabia como explicar. A explicação era fácil: havia, do outro lado, um público movido por forte necessidade social e fome de cultura, que as pessoas não levavam em conta. Não era o público do divertimento do Faustão. de Luciano Hulk e quejandos, porém um público menor e suficiente para acordar todos os sábados às 8 da manhã e ficar na frente da TV para assistir a um programa de cultura e educação, com dinâmica inusitada.

O Aprovado “tirava da cama” cerca de 2 milhões e 300 mil baianos para vê-lo nas manhãs sabatinas! Até hoje, seis anos depois de eu ter deixado a apresentação. as ruas da Bahia ainda me chamam “Aprovado!”, ou o título de um dos quadros mais famosos do programa, “Ralando na Área!”. Um professor e uma TV. Parceria abençoada. Ou melhor: aprovada!

(Jorge Portugal)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 04.09.2019


Anúncios

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: