A extrema-direita da extrema-direita

19/09/2019 às 3:59 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Mais um excelente artigo do Professor Carlos Zacarias. Confiram !

Alerta


A extrema-direita da extrema-direita carelos-zacarias_thumb

Não há nenhuma novidade novidade nas palavras de Carlos Bolsonaro, que disse esta semana que “Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos”. O viés autoritário no clã presidencial não devia gerar surpresa, porque ameaças à democracia nunca faltaram. A repercussão é o que há de novo.

Para alguns veículos de comunicação que apoiaram o golpe contra Dilma, conspiraram com a Lava Jato para criar o caos institucional e permanecem fazendo de conta que não são corresponsáveis pela escalada autoritária que se vive no pais, o que interessa é saber o que ganham e o que perdem com uma eventual ditadura, desejando que os Bolsonaro apenas não atrapalhem seus negócios.

Entre os apoiadores de Bolsonaro no meio democracia da parte de quem zelosamente apoia o Titanic bolsonarista enquanto este não se depara com o iceberg. Engraçado mesmo foi ver Hamilton Mourão dizer que a democracia é um dos “pilares da civilização ocidental”. Palavras tão bonitas quase nos fazem esquecer que o general vice-presidente passou os últimos anos defendendo o golpe militar para pôr ordem no país.

Bolsonaro vem perdendo apoio, não há dúvida. Isso, contudo, nunca se deu pelos arroubos autoritários seus ou de seus filhos, todos fãs incondicionais de Brilhante Ustra. Apesar disso, uma parte dos que pularam fora do governo não o fizeram constrangidos com o desmazelo do governante, mas porque ainda acham-no pouco radical. Onde já se viu um presidente que vivia prometendo fechar o Congresso e matar 30 mil, agora precise negociar com o que chamam de velha politica e ainda seja criticado pela imprensa e por congressistas?

Em pesquisa do Datafolha, onde se detectou um contingente de 12% dos eleitores que permanecem fiéis ao ex-capitão e são houve espaço para se conhecer minudências de quem está rompendo com o presidente. Melhor que se vejam as pesquisas académicas, que tem identificado as formas como o ódio tomou a política do pais nos últimos anos, conformando o esteio do bolsonarismo. Para a antropóloga Isabela Kalil, há eleitores insatisfeitos com Bolsonaro porque este não entregou o projeto de extrema-direita que prometeu: “Eles citam expectativas de fechamento do Congresso e se queixam muito da questão da posse e porte de armas. o bolsonarismo faz surgir agora uma extrema-direta da extrema-direta”.

Uma amiga me contou que ouviu alguém dizer que o presidente não estava cumprindo o prometido, “porque havia muitos índios e comunistas escondidos por ai e a solução era dar cabo dessa ente”. Não há dúvida de que o nosso fascismo tem ainda longo terreno para trilhar. Até que Bolsonaro, ou qualquer outro, incorpore o Duce ou o Fuher, será preciso que muito sangue seja derramado, pois a sede é infinita.

(Carlos Zacarias de Sena Júnior)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 12.09.2019

Anúncios

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: