Energia solar: conta de luz mais barata para todos

12/06/2021 às 3:37 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: , , ,

Todas as vezes que leio algo assim eu me pergunto: por que razão num país eminentemente “solar” como o nosso não adotamos ainda a Energia Solar em massa ?

sol_aquecimento_global


Energia solar: conta de luz mais barata para todos

Um estudo recente dos governos brasileiro e alemão, com participação do Ministério de Minas e Energia (MME), Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e Operador Nacional do Sistema (ONS), em parceria com a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), mostra que a maior presença das fontes renováveis na matriz elétrica nacional é ambientalmente desejável, tecnicamente sólida e economicamente viável.

A principal conclusão do estudo “Sistemas Energéticos do Futuro: Integrando Fontes Variáveis de Energia Renovável na Matriz Energética do Brasil”, fruto de três anos de intensos trabalhos técnicos, desbanca, na verdade, o velho mito de que o Brasil depende dessas termelétricas fósseis para dar suporte ao crescimento das renováveis. Pelo contrário: na realidade, aponta que o equilíbrio do sistema elétrico quando há variações nos ventos e no sol deve ser garantido em especial pelas hidrelétricas.

A grande contradição, porém, é a aposta nas termelétricas fósseis, sob o pretexto de economizar a água atualmente escassa dos reservatórios hidrelétricos. E quem paga a conta é o consumidor, por meio das bandeiras vermelhas na tarifa de energia, imposta pelo acionamento em massa dessas usinas caras e poluentes.

Fato é que o crescimento das fontes renováveis vai fortalecer a segurança de suprimento elétrico ao mesmo tempo em que reduzirá os custos com termelétricas fósseis no Brasil, caras e poluentes, além de ser ainda mais necessário no atual cenário de crise hídrica e de risco de racionamento de energia.

Além das grandes usinas renováveis, a produção própria de eletricidade a partir de sistemas solares em telhados e pequenos terrenos é parte importante da solução para a redução de gastos e custos do setor elétrico, bem como alivia a pressão sobre os reservatórios hidrelétricos e diminui consideravelmente possíveis racionamentos futuros.

A aprovação do Projeto de Lei (PL) 5.829/2019, que cria um marco legal para a geração própria de energia no Brasil, vai beneficiar todos os consumidores de energia elétrica e ajuda a reduzir vários custos da conta de luz que os brasileiros pagam sem saber, entre eles o uso de termelétricas fósseis e as perdas elétricas.

Com o marco legal, o setor solar pode trazer mais de R$ 139 bilhões em investimentos e gerar mais de um milhão de novos empregos ao país nos próximos anos. Desta forma, o avanço da energia solar no país, via leilões para grandes usinas ou pela geração própria em residências, pequenos negócios, propriedades rurais e prédios públicos, é fundamental para reduzir o chamado “custo Brasil”, com uma energia elétrica mais competitiva aos brasileiros, reduzindo a ocorrência das bandeiras vermelhas na conta de luz da população e diversificando o suprimento de energia elétrica do país.

(Rodrigo Sauaia e Ronaldo Koloszuk)

FONTE: JORNAL A TARDE, SALVADOR-BA, 08.06.2021

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: