TIRADENTES

30/04/2022 às 3:02 | Publicado em Artigos e textos, Piadas e causos | 1 Comentário
Tags: ,

Chegamos ao fim de um mês que entre tantos fatos históricos destaca-se a Inconfidência Mineira e a figura de Tiradentes. Segue um artigo com muito humor feito pelo jornalista Levi Vasconcelos, JORNAL A TARDE, SALVADOR-BA, em sua coluna semanal “POLÍTICA COM VATAPÁ”.

Tiradentes


TIRADENTES

Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, herói nacional, mártir da independência, tem a data da sua morte, 21 de abril de 1792, lembrada com um feriado nacional, algo muito justo e merecido.

A coroa portuguesa não se limitou a tirar a vida de Tiradentes, teve a intenção literal e deliberada de espicaçar, tripudiar sobre o corpo, tais e quais os assassinos que apelam para a barbaridade.

Após o enforcamento, Tiradentes foi decapitado e esquartejado, pedaços do corpo colocados ao longo da estrada entre o Rio de Janeiro e Ouro Preto, onde ele sempre fazia as suas pregações rebeldes, e a cabeça salgada e pendurada num poste em Vila Rica de Ouro Preto. No terceiro dia, rebu geral. A cabeça sumiu. Foi roubada. E no lugar, um bilhete:

“Senhor Visconde. Por que temes em sepultar a cabeça do Tiradentes? Acaso pensas que dela pode brotar sementes?”

A cabeça nunca foi encontrada. Depois se disse que o ladrão dela foi Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, escultor famoso na época.

(Levi Vasconcelos)

TROCA-TROCA

30/03/2022 às 2:14 | Publicado em Piadas e causos | 2 Comentários
Tags:

Esse de hoje vem da coluna DICAS DA DAD, da Professora Dad Squarisi, publicada no jornal CORREIOBRAZILIENSE, Brasília-DF. A piada é até antiga, mas o final para mim foi inédito.

smile-removebg-preview


TROCA-TROCA

Dizem que o diabo é perigoso não por ser diabo. É perigoso, sobretudo, por ser esperto.

Na hora do sufoco, lembra-se do professor. O mestre frisava que a língua é um conjunto de possibilidades. Na dúvida, troca-se seis por meia dúzia. E contava essa história:

O chefe ordena à secretária:

– Faça um cheque de R$ 600.

Ela pergunta:

– Como se escreve seissentos ?

– Faça dois cheques de trezentos.

– Trezentos se escreve com s ou z ?

– Não sabe escrever 300 ? Faça quatro cheques de R$ 150.

– Chefe, o trema foi abolido ?

Vencido, ele apela para a última saída:

– Pelo amor de Deus, mande pagar em dinheiro.

(Dad Squarisi)

FONTE: JORNAL CORREIOBRAZILIENSE, BRASÍLIA-DF, 06.03.2022

Política com Vatapá

10/06/2021 às 2:45 | Publicado em Piadas e causos | Deixe um comentário
Tags:

Porque rir é preciso, principalmente em tempos nebulosos como esses !

smile-removebg-preview


POLÍTICA COM VATAPÁ

Perigo animal

Animais soltos nas ruas (bois, cavalos, jumentos e, principalmente, cabras) sempre foram problema na história de Glória, cidade próxima à barragem do Moxotó, a nove km de Paulo Afonso, sertão pleno, tido como o lugar mais seco do Brasil. Vem desde os tempos do Império, quando o lugarejo chamava-se oficialmente Vila de Nossa Senhora da Glória do Curral dos Bois e, jocosamente, Porto dos Cachorros.

Em 2010, a então prefeita Vilma Negromonte, esposa do ex-deputado Mário Negromonte, mobilizou a comunidade para uma campanha de combate à criação de animais soltos. Até hoje o problema continua.

João ferreira, primeiro prefeito, sabia que o problema era difícil, mas jurou: “Pelo menos no meu local de trabalho eu resolvo”. Botou na porta da prefeitura, praça principal, placa em letras garrafais: “Colabore com a administração. Não amarre jumento na porta da prefeitura para não prejudicar os que estão dentro”.

(Levi Vasconcelos)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 30.05.2021

Maia e Kovski

29/05/2021 às 3:05 | Publicado em Artigos e textos, Piadas e causos | Deixe um comentário
Tags: ,

A coluna “Política com Vatapá”, do jornalista Levi Vasconcelos, é uma das melhores do jornal A TARDE, Salvador-BA. Confiram e boas risadas a todos !

sorriso1


POLÍTICA COM VATAPÁ

Maia e Kovski

Conta Jeremias Macário, jornalista, o memorialista de Vitória da Conquista, que nos tempos da ditadura militar até usar barba era motivo para ser preso como “subversivo perigoso”.

E lá em Conquista, um forte núcleo de resistência, contavam que em Recife um jovem estudante foi detido porque, além da barba, carregava uns livros e estava próximo a uma universidade.

Depois de revistá-lo, os militares encontram em um de seus bolsos um papel onde aparecia escrito o nome “Maiakovski”, poeta comunista russo do início do século XX. O estudante anotou o nome no papel porque estava elaborando uma pesquisa de literatura.

Os agentes encheram o jovem de porrada, com a pergunta persistente:

– Quem é o espião russo?!

E tome-lhe pau no barbudo, até que o supervisor olhou o caso direitinho e o recriminou:

– Seu burro! Você não vê que isso aí é cifrado? São dois espiões, um brasileiro e um russo. O brasileiro é Maia e o russo Kovski!

O barbudo sobreviveu.

(Levi Vasconcelos)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 01.05.2021

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: