QUE PAÍS É ESSE, PROFESSOR?

23/05/2018 às 3:35 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: ,

Considerando os dezesseis anos que passei dando aulas à noite em escola pública do DF, hoje eu estaria com uma pena de alguns séculos de cadeia só pelas camisas que eu vesti. Isso sim é patrulhamento ideológico e cassação de liberdades dos docentes. Seguem as boas reflexões e questionamentos feitos por meu irmão, Luiz Arthur Marques Soares, advogado da Caixa Econômica.

editorial-texto


QUE PAÍS É ESSE, PROFESSOR?

(https://www.opovo.com.br/noticias/fortaleza/2018/04/professor-que-se-posicionou-a-favor-de-lula-em-sala-de-aula-em-fortale.html)

Aconteceu em Fortaleza, um professor foi fotografado com uma camisa onde, nas costas, estava escrito: “eleição sem Lula é fraude”, bastou isso para uma vereadora, que defende um projeto denominado “escola sem partido”, replicasse a imagem do professor nas redes sociais com a seguinte indagação: “Escolas de Fortaleza usadas como palanque de militantes travestidos de professores! Qual sua opinião?”.

O professor foi massacrado nas redes sociais e recebeu até ameaças de morte. Que pais é esse? Grita a letra da música de Renato Russo.

Que país é esse, onde o professor é desrespeitado?.

Que país é esse, onde aquele que transmite conhecimento e forma o futuro do nosso país não é reconhecido e não pode expressar seus pensamentos e suas convicções?.

Que país é esse onde a Constituição Federal garante o direito à liberdade, onde reforça que é livre a manifestação do pensamento e mesmo assim aparecem projetos para restringir liberdades?.

Que país é esse onde o professor ofendido não fez nenhuma preleção defendendo seus pensamentos, até mesmo porque a matéria que ele leciona faz parte das ciências exatas, onde seu “pecado” foi ser fotografado com uma camisa?.

Que mundo é esse que passa por um período político perturbador, onde o individuo ou é de direita ou de esquerda, onde se extrema esse dualismo político, o que leva a reações violentas, comprovadas pelos ataques ao professor?.

Os professores não querem muito de nós, eles querem apenas respeito para que um dia a música do Renato Russo seja apenas e tão somente letra morta, mas enquanto isso não acontece, continuamos a perguntar: “Que país é esse?”

(Luiz Arthur Marques Soares)


Anúncios

A LATA DE LIXO DO PLANETA

22/05/2018 às 3:55 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: , ,

Eu já havia lido algo sobre a existência de ilhas de lixo nos oceanos Pacífico e Índico, mas uma “lata de lixo planetária” como essa não imaginava.

image


A LATA DE LIXO DO PLANETA

Se você respondeu Brasil, acabou de perder U$ 100 mil no nosso programa “Fique milionário ou **da-se“. A resposta certa é Nemo,nomeinventado pelo Comando de Operações Espaciais do Exército Norte-americano para uma vasta (e vaga) área do Oceano Pacífico para onde são direcionados os destroços das naves que partem das plataformas de lançamento e, depois de desligadas, saem de órbita e caem. O cemitério mais caro da História. Acredite se quiser, a grana supera até o montante do dinheiro público roubado e desviado para contas secretas. O ferro velho que jaz nas profundezas custou dinheiro suficiente para acabar de vez com a fome no mundo. Até os miseráveis venezuelanos e os todos os famélicos do mundo poderiam com essa grana degustar diariamente caviar com champanhe francesa até o final dos tempos. Supera de longe o valor somado dos passes de Neymar, Messi e todos os craques do mundo. Não esquecer de agregar o dinheiro do contribuinte ( ou seja,omeu e o teu) afanado e desviado para contas secretas. São secretas mas os titulares todos sabemos quem são.

Mas, voltando a lixeira do ponto Nemo. O nome foi dado por algum cientista com pendores literários em homenagem a Julio Verne. Colocada em órbita em 2011, a estação espacial chinesa–Tiagong (Palácio Celestial) 1 – foi desativada em 2013. Segundo o Centro de astrofísica Harvard-Smithsonian caiu a noroeste da ilha de Taití, onde morou Gauguin. Entrou na atmosfera terrestre a uma velocidade que faria Bolt se sentir uma lesma paralítica: 26 mil quilômetros por hora. Ao entrar na atmosfera terrestre desintegrou-se numa bola de fogo. Só dez por cento da estrutura teria mergulhado no Pacífico. Para variar, longe do ponto Nemo. O Nemo é, também, chamado de “polo de inacessibilidade do Pacífico”. Fica ao largo das costas da Antártica, da Nova-Zelândia, das ilhas Pitcarn e do Chile, sendo a ilha Dulcie, um atol desabitado, a mais próxima daquela área. Mas a Tiagong-1, depois que foi desligada, não pode ser controlada e caiu, digamos , muito longe do “cemitério”. Mas felizmente não caiu em cima de ninguém. Até agora não há registro de vítimas de pedaços de naves. Segundo os cientistas você pode ficar tranquilo: a possibilidade de algo vindo do espaço cair na sua cabeça é de 0,058%. Carros são muitíssimo mais perigosos e letais. E também andar na rua depois das nove horas.

De onde tirei tantas informações sobre o lixo espacial que faz da Terra um Saturno com um anel de sucata?

No voo de volta de alguns dias de férias em Portugal, a aeromoça me deu alguns exemplares de Domingo. É uma revista feita no capricho, muito gira, como lá dizem.Tem matérias sobre assuntos bizarros, como o desta crônica, e também sobre cirurgia plástica para peixes ornamentais de pálpebras caídas (eu, que sou de Peixes, também as tenho). Na última página tem sempre uma crônica sobre política brasileira. E digo mais: os portugueses entendem muito mais de Brasil do que nós.

(Jaguar)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 19.05.2018

POR QUE O BRASIL É TÃO FORTE ? 

21/05/2018 às 3:16 | Publicado em Artigos e textos | Deixe um comentário
Tags: ,

Copa do Mundo se aproximando. É bom ler algo de qualidade. Compartilho a crônica dominical de Tostão, sempre craque, da bola e da pena.

CopoMundo


POR QUE O BRASIL É TÃO FORTE ?        tostao_thumb

Estou lendo, antes de ser publicado, o delicioso livro de contos ficcionais “Não culpe o narrador”, obra de 26 escritores brasileiros. Cada história se passa em um país, e todos têm o futebol como pano de fundo. Li também, recentemente, “Clássicos do conto russo”, escrito por grandes autores da Rússia. Se o futuro não se atrasar, pretendo, brevemente, ir à Rússia, pela primeira vez,de férias, já que, por minha opção, vou escrever, no Brasil, sobre o Mundial.

Por que a Seleção está tão forte? Em outra coluna, escrevi, também, sobre porque estou preocupado. Alisson não tem o prestígio de alguns dos maiores goleiros do mundo, mas sempre atuou bem pelo time brasileiro e é destaque da Roma.

O Brasil possui três excelentes zagueiros para duas posições. Thiago Silva é o que tem mais talento, porém, existe uma desconfiança em relação a ele, por causa de algumas flutuações emocionais. Marcelo é magistral no apoio, um dos jogadores mais habilidosos e criativos do mundo.

Embora falte um craque no meio-campo, que não seja volante nem meia ofensivo, esta carência é compensada por um lateral que organiza as jogadas pela esquerda, por um volante, Casemiro ou Fernandinho, que tem um ótimo passe, na saída de bola da defesa, e por um meia, Coutinho ou Neymar, que, quando volta para receber a bola, tem um passe decisivo para gol.

Gabriel Jesus tem todas as virtudes e características de um excepcional centroavante – ainda não é–, pois se posiciona muito bem dentro da área, finaliza com eficiência, com os pés e com a cabeça, se infiltra, com velocidade, para recebera bola à frente, e ainda marca a saída de bola do adversário. Falta a ele, como disse Guardiola, mais habilidade quando sai da área, para driblar e trocar passes em pequenos espaços, qualidades principais de seu reserva, Firmino.

Neymar vai precisar de controle emocional para não reagir, com chiliques ou atitudes agressivas contra as duras marcações, além de sabedoria para definir o instante exato entre trocar passes e tentar uma jogada individual, sem ultrapassar os limites da autossuficiência.

Mesmo se Neymar não brilhar tanto e o Brasil não for campeão, ele continuará sendo um dos grandes da história. Da mesma forma, se Tite, que tem sido tratado como um guru, um messias, não for campeão,continuará sendo um excelente treinador, mesmo que cometa erros pontuais e que mereça críticas.

Sei da enorme importância da Copa para o futebol, mas acho um exagero definir conceitos individuais, às vezes, para sempre, baseados apenas em um campeonato curto, com jogos mata-mata, que dependem do jogo coletivo, da força dos adversários e de tantos imprevistos.

Time moderno

Além do talento individual, o Brasil está muito forte, porque é um time moderno, organizado, compacto, que recupera rapidamente a bola, que ataca e defende com muitos jogadores e que tem uma grande vontade de recuperar o prestígio do futebol brasileiro, após os 7 a 1. Segue o modelo mundial das grandes equipes do mundo, com algumas pitadas brasileiras, como a presença de vários meias-atacantes, excelentes no confronto individual, da intermediária para o gol.

Já dizer que Tite recuperou a essência do futebol brasileiro, um retorno aos anos 1960, é uma visão romântica, saudosista, ilusória, de quem não acompanha a evolução do futebol, que continua bem jogado, mas de outra forma.

(Tostão)

FONTE: Principais jornais do país, 20.05.2018

Zeca Pagodinho e MPB4 cantam OLÊ, OLÁ

20/05/2018 às 3:17 | Publicado em Midiateca | Deixe um comentário
Tags: ,

Domingo. Bela interpretação. Essa vem do “O Bem Viver”.


« Página anteriorPróxima Página »

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: