Oro mimá por BantosIguape

17/06/2018 às 3:21 | Publicado em Midiateca | Deixe um comentário
Tags: , ,

Domingo com música nesta bela Terra da Bahia de Todos os Santos !


Anúncios

O INVENTOR DO SERTÃO

14/06/2018 às 3:56 | Publicado em Artigos e textos, Baú de livros, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: , , ,

Apesar do nome, ele não era cearense. Catulo da Paixão Cearense era maranhense. Lendo esse artigo a gente fica com vontade de ouvir o disco e ler o livro. Grande nordestino, grande brasileiro !

image


image

 

 

BLOCO 1image

 

 

BLOCO 2image

(Chico Castro Jr.)

FONTE: Jornal A TARDE , Salvador-BA, 22.05.2018

Lugar de Musa …

06/06/2018 às 3:21 | Publicado em Midiateca, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: , ,

Quando vejo iniciativas como essas, de jovens, volto a ter esperança de dias melhores. Parabéns Amelie Barreto !


A Incrível Máquina de Livros

26/05/2018 às 3:39 | Publicado em Artigos e textos, Baú de livros | 1 Comentário
Tags: , ,

Excelente ideia. Parabéns aos organizadores !

image


LIVROS QUASE MÁGICOS

Era uma vez uma máquina capaz de transformar livros usados em livros novos! Parece história de conta de fadas mas não é. Assim é o projeto A Incrível Máquina de Livros, criado pela Infinito Cultural em parceria com a Câmara Brasileira do Livro (CBL), que desembarca hoje em Salvador e fica por aqui até sábado, das 9h às 18h, no Largo do Campo Grande.

Um projeto diferente de incentivo à leitura e formação de leitores que atrai a aten- ção do público pelo viés da fantasia e da imaginação. O projeto nasceu em 2014 com o intuito de divulgar a Bienal do Livro de São Paulo, mas logo os criadores do projeto perceberam que o projeto poderia ser muito utilizado também para estimular o hábito da leitura.

A Incrível Máquina de Livros é uma van readaptada. Existem dois botões: um para livro adulto e outro para livro infantil. O participante leva um livro novo ou usado mas em boas condições (não pode estar rasgado ou riscado), insere na máquina e aperta um dos dois botões disponíveis. Tcharan!!! Automaticamente, como num toque de mágica, aquele livro usado se transforma em um novo, que o participante levará para casa e aproveitará sua nova leitura.

São centenas de títulos disponíveis, como clássicos da literatura mundial e brasileira, escritoras infantis de sucesso como Eva Furnari e Ana Maria Machado, além das obras dos autores indicados ao Prêmio Jabuti. Os livros transformados, que podem ser novos ou usados, sempre são uma surpresa.

“Para que conquistemos o leitor, a primeira coisa que precisa ser feita é que o livro esteja acessível. Acho que é mais fácil para aquele que não é leitor se envolver com um projeto como esse, que é lúdico, toca musiquinha, acende luz e tem toda essa curiosidade, do que ir numa livraria”, avalia Luís Antonio Torelli, presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL). “O não leitor dificilmente vai a uma livraria. Essa é a grande sacada do projeto; levar o livro ao leitor e não esperar que ele venha até o livro”.

Encantamento

Luís Antonio Torelli lembra que na primeira vez que estacionaram a van na Praça da República, em São Paulo, uma senhora viu toda aquela movimentação e perguntou o que estava acontecendo. “Um rapaz na fila respondeu que aquilo era para fazer uma troca de livros. Ela respondeu que era uma pena, porque ela não lia livros, mas que a filha dela lia muito e que se estivesse com um livro, trocaria para a filha. O rapaz prontamente tirou da mochila um livro, deu a senhora e ela trocou o livro”, conta. No trajeto de volta para casa ela leu todo o livro e no dia seguinte estava lá para trocar por outra obra. “Ficamos muito alegres. Percebemos que a máquina pode nos ajudar nessa missão, que deve ser de todos nós, que é a de buscar mais leitores, já que no Brasil temos tão poucos”, diz Torelli.

image

“A máquina traz a leitura para a pauta do dia, atingindo as pessoas de um jeito muito democrático, independente da idade, credo e classe social. Algo absolutamente gratuito”, conta Fauze Jibran, da Infanto Cultural. “Num mundo cada vez mais digital, pensamos na má- quina também como um projeto que fosse lúdico, brincasse um pouco com esse imediatismo que as pessoas estão cada vez mais acostumadas”, explica.

A principal forma de divulgação do projeto tem sido pelas redes sociais. A página oficial do projeto hoje conta com quase 10 mil curtidas. “Temos recebido mensagens de pessoas do Brasil inteiro pedindo para a van visitar suas cidades. Vamos avisando as pessoas quais são as próximas paradas e elas já ficam aguardando. Sentimos que existe uma ansiedade e expectativa muito grande e isso é muito legal para o projeto porque é óbvio que queremos gerar fluxo”, conta Fauze Jibran.

A van que começou a rodar pelo Brasil no ano passado, passou por quatro cidades do estado de São Paulo até que conseguisse fechar uma temporada nacional. Depois estacionaram em Poços de Caldas (MG), durante a FliPo- ços, e de lá foram para Fortaleza (CE), Natal (RN), João Pessoa (PB), Recife (PE) e agora finalizam essa primeira etapa em Salvador.

No final do projeto A Incrí- vel Máquina de Livros terá rodado por 21 cidades em 13 estados do Brasil. Serão mais de 15 mil km. Atualmente a média tem sido de 700 livros por dia durante três dias por cada cidade. Se mantiverem a média, serão mais de 10 mil livros transformados só nas cidades que já passaram.

image

(Vinócius Marques)

FONTE: Jornal A TARDE, Salvador-BA, 24.05.2018

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: