Io che non vivo senza te: Gilberto Gil e Chiara Civello

11/06/2017 às 3:54 | Publicado em Midiateca | Deixe um comentário
Tags: ,

A dica vem do blog-irmão “O Bem Viver”. Música de excelente qualidade!


Armandinho tocando o Bolero de Ravel

28/05/2017 às 3:20 | Publicado em Midiateca | 1 Comentário
Tags: ,

Esse vem do blog-irmão “O Bem Viver”. Excelente !


Renato Andrade

21/05/2017 às 3:04 | Publicado em Midiateca, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Um patrimônio cultural deste país. Dizia ele “Viola é como mortadela. Todo mundo gosta, mas tem vergonha de comer na frente dos outros.”



Concerto do violeiro Renato Andrade, exibido pela TV Câmara em 29/10/2001, acompanhado do músico Serra Grande. Dentre as várias músicas executadas, destaque para “Luar do Sertão”, “Menino da Porteira”, “Tristeza do Jeca”, “Corpo Fechado” e “Prelúdio da Inhuma”. No final do show, Renato chama ao palco Marcus Biancardini e o proclama como seu sucessor.
Renato Andrade (Abaeté, 28 de agosto de 1932 — Abaeté, 30 de dezembro de 2005) foi um músico compositor e instrumentista brasileiro. É considerado um dos maiores mestres da Viola Caipira instrumental.
Por influência familiar, Renato foi ainda jovem para Belo Horizonte para estudar violino. Mais tarde, de volta à sua terra natal, apaixonou-se pelo som da Viola Caipira e dedicou-se completamente ao instrumento. Tornou-se um virtuoso que mesclava o erudito ao popular e introduziu a Viola Caipira nas salas de concerto. O primeiro trabalho solo, “A Fantástica Viola de Renato Andrade”, foi lançado em 1977. Aparece ao lado de músicos como Almir Sater, Chico Lobo, Ivan Vilela e Pereira da Viola. Em 1972, teve participação importante no disco Piano e Viola”, de Taiguara.
Costumava brincar, dizendo: “Viola é como mortadela. Todo mundo gosta, mas tem vergonha de comer na frente dos outros”. – Fonte: Wikipedia.

SAULO LARANJEIRA – VIOLA QUEBRADA – SOM BRASIL – 1988

19/05/2017 às 3:21 | Publicado em Midiateca | Deixe um comentário
Tags: , ,

Não sei qual o dia extato da exibição deste programa, só sei que Hoje é um dia especial em minha vida. Aquele 19 de maio de 1988 foi o mais importante deles. Mais telúrico que uma filha, uma poesia nativa e uma viola caipira não há. Parabéns filha querida, te amo !


Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: