Suassuna: graças a deus eu nasci no Brasil !

05/09/2019 às 3:08 | Publicado em Midiateca | Deixe um comentário
Tags: , , ,

Mais uma lição brilhante de Suassuna, com o humor de sempre.


Anúncios

LÍNGUA BRASIL

06/07/2019 às 3:01 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: , ,

Assino há alguns anos um meillist do site LÍNGUA BRASIL (http://www.linguabrasil.com.br/). Português é uma língua que devemos estudar todos os dias. Hoje publico algumas boas dicas de lá.


image

DESAPERCEBIDO, GARÇOM, INFLIGIR, IMINENTE, INEPTO, LISTRADO, LASER

> Despercebido, desapercebido
Podes crer, amigo, que tuas atitudes esquisitas não me passam despercebidas.
Foram acampar desapercebidos de fósforo.

Despercebido  = sem ser notado, não visto ou não ouvido, impercebido; desatento, distraído, desacautelado (o mesmo que “desapercebido”, neste caso).
Desapercebido = desprovido, desguarnecido; desatento, desacautelado.

> Garçom, garção
Deixamos 10% de gorjeta para o garçom / garção.

Adaptamos nossa escrita à pronúncia francesa e ficou mais bonito: garçom (plural: garçons). A forma garção existe mas é desusada no Brasil.

> Infligir, infringir
Acho que se devem infligir penas maiores aos infratores reincidentes das normas de trânsito.
Com essa atitude, os dois países infringiram várias regras de conduta internacional.

O infrator infringe (transgride, desrespeita). Infligir é aplicar ou cominar pena, castigo, repreensão etc.

> Iminente, eminente
Visitaram a cidade, embora a soubessem ameaçada pela iminente erupção de um vulcão.
Para defendê-lo, contratou um dos juristas mais eminentes do país.

Iminente = que ameaça acontecer breve, logo, de imediato. [para facilitar, associe esse i com o i de imediato ou de início: “que está para iniciar”]

Eminente = elevado, alto, que excede os outros; sublime.

> Inapto, inepto
Apesar do treino intensivo proporcionado pela empresa, Paulinho foi considerado inapto para exercer as funções de digitador.
Políticos ineptos não são uma raridade, infelizmente.


Inapto
quer dizer “não apto, incapaz, inabilitado”. Inepto, além de “sem nenhuma aptidão”, tem ainda o significado de “bobo, tolo, idiota”. Portanto, ser chamado de inepto pode ser realmente ofensivo. Os substantivos respectivos são: inaptidão einépcia.

> Listradas, listadas
Roupas listradas / listadas voltam à moda de vez em quando.

Listado é derivado de lista (relação, rol). Listrado é derivado de listra (linha, faixa, risco, traço). Na linguagem da moda, listrado comuta com listado. Mas não se pode fazer o contrário, pois uma coisa constante de um rol só pode ser listada.

> Laser, lazer
Um sistema de computadores e raio laser guia a bomba a seu destino.
A heterogeneidade dos grupos sociais se encontra na praia, o lugar-comum do lazer.

A palavra laser (pronuncia-se “lêiser”) formou-se com as iniciais de “light amplification by stimulated emission of radiation”, ou seja, amplificação de luz pelo estímulo da emissão de radiação; em outras palavras: emissão de luz concentrada. O português lazer é o nosso descanso, o ócio criativo.


* Maria Tereza de Queiroz Piacentini Diretora do Instituto Euclides da Cunha e autora dos livros ‘Só Vírgula’, ‘Só Palavras Compostas’ e ‘Língua Brasil – Crase, pronomes & curiosidades’ – www.linguabrasil.com.br

Drauzio entrevista Pasquale

20/03/2019 às 3:05 | Publicado em Midiateca, Zuniversitas | 1 Comentário
Tags: , , ,

Muito boa essa entrevista. O Professor Pasquale já esteve aqui antes, muito bom !


ESCREVER É COMO FAZER PÃO

07/03/2019 às 3:01 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

A professora Elaine Rodrigues já esteve aqui antes, por indicação do amigo Dattoli, do blog “O Bem Viver”. Retorna agora, também por indicação dele, com essa boa analogia. Vale conferir !


ESCREVER É COMO FAZER PÃO

O texto precisa de tempo para crescer, criar formas, ter sabores. Primeiro, você escolhe os ingredientes do pão de sua preferência. Depois, acrescente, aos poucos, cada item dessa receita e vá misturando-os levemente. Em seguida, comece a sovar a massa. Essa parte exige mais esforço. E quando ela estiver no ponto, deixe-a descansar por alguns minutos. Após isso, leve ao forno para assar. Só depois desse processo, você comerá o pão.

Com o texto não é diferente. Escreva-o. Guarde-o. Deixe-o repousar por alguns minutos, horas, dias… O tempo que precisar. Assim, você poderá voltar e analisá-lo melhor. Ver detalhes que passaram despercebidos na primeira escrita. Poderá editar, repensar ou alterar as frases, os parágrafos, as ideias, aprimorando sua produção textual — dando formas, tons, cores e sabores à sua escrita. Mas cuidado: não esqueça o texto por muito tempo, não deixe-o parado, senão ele se perde, estraga ou “queima no forno”.

(Elaine Rodrigues)

FONTE: https://eredigindo.wordpress.com/2019/02/24/escrever-e-como-fazer-pao/#like-1105

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: