Chapeuzinho Amarelo

30/10/2019 às 3:26 | Publicado em Baú de livros | Deixe um comentário
Tags: , ,

Esse é indicação de um grande amigo. Recebi por zapzap a mensagem dele com a dica (“E a história é muito legal! Na forma e no conteúdo. Na forma porque o Chico brinca com as palavras com uma habilidade que só ele tem. E no conteúdo porque a história da Chapeuzinho Amarelo fala dos medos sem fundamento, medos de coisa que não existe. Dá vontade de enfiar no rabo dessa classe média imbecilizada que tem medo de tudo: mamadeira de piroca, ideologia de gênero, que o filho dê a bunda, que a filha goste de xereca, que o comunismo tome o poder, que a maconha destrua a sociedade e blá blá blá. Aí, com medo, elegem o ser mais perigoso possível para lhes dar proteção. O que a falta de ler Chico Buarque e Ziraldo não faz….”)


ChapeuzinhoAmarelo

Bruno Aziz e Veríssimo

25/10/2019 às 3:28 | Publicado em Artigos e textos, Fotografias e desenhos, Zuniversitas | 3 Comentários
Tags: , ,

Eu que moro perto posso constatar quando Veríssimo diz: “A escuridão já chegou a Itapuã.”. E ouso acrescentar: já chegou a muitos e muitos outros Itapuãs, de praias ou não.



MEDÍOCRES

Richard Nixon certa vez defendeu a mediocridade do governo dele dizendo que os medíocres também precisavam ser representados. Certa a intenção de Nixon.

Os medíocres formam a maior parte da população de qualquer país, e condená-los à irrelevância política ou a um governo de notáveis, de autocratas auto ungidos ou de generais disfarçados, seria uma maldade antidemocrática.

O próprio Nixon foi um exemplo de mediocridade bem-sucedida, pelo menos de acordo com o conceito dele de mediocridade e sucesso.

No fim, ele teve que deixar o governo por excesso de mediocridade, mas durante a carreira foi uma inspiração para a categoria, uma vez que poucos medíocres chegaram tão longe.

O Brasil talvez tenha a maior quantidade de políticos medíocres por metro quadrado do mundo. Estão concentrados nas duas casas do Congresso Nacional, mas o poder deles se espalha pelos legislativos e executivos
estaduais e pelo Judiciário e chega ao Planalto como uma espécie de apoteose da teoria do Nixon.

Congressistas brasileiros cuidam das suas vidas e dos seus bolsos e têm pronta a resposta para quem os acusa de medíocres: no Brasil, quem não é?

Claro que há exceções, bons políticos cuja excepcionalidade só realça a mediocridade da maioria. A escuridão em volta destaca o brilho. Mas a escuridão não para de aumentar.

Sujeira

No Brasil, a Natureza colabora com o artista. Fornece paisagens espetaculares, poemas prontos, beleza por todos os lados.

E, quando é preciso, também fornece metáforas e ironias conforme a ocasião.

Ninguém descobriu até agora de onde vem o petróleo que está sujando as nossas praias. Existe representação maior e mais apropriada para a nossa situação do que uma sujeira cuja origem ninguém sabe?

De onde vem esse negrume nas nossas almas, de que abismo, de que culpa nunca saldada?

Estamos pagando pela nossa mediocridade, será isso? Nos atacam no que temos de mais bonito, as praias. A escuridão já chegou a Itapuã.

(Luis Fernando Veríssimo)

FONTE: Jornal A TARDE, 24.10.2019

Daniel Brandão – entrevista

18/10/2019 às 2:07 | Publicado em Fotografias e desenhos, Midiateca, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: , , ,

Mais uma brilhante entrevista do meu sobrinho Daniel Brandão falando sobre o livro OS MUNDOS DE LIZ  e outros assuntos de sua área  Parabéns !


 

Como vejo o mundo

12/10/2019 às 2:02 | Publicado em Fotografias e desenhos | Deixe um comentário
Tags: , ,

Esse vem do maillist que recebo do Estúdio Daniel Brandão.


 

 

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: