A árvore que dá mais de 40 tipos de frutos

20/06/2018 às 3:01 | Publicado em Artigos e textos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: ,

Projeto interessante, inusitado e estranho ao mesmo tempo. Para além de iniciativas como essa, a pergunta que sempre fiz é por que não se planta árvores frutíferas em abundância nas cidades brasileiras ?


A árvore que dá mais de 40 tipos de frutos

Há alguns anos, o Prof. Sam Van Aken Sam estava passeando pela maior plantação de frutas do estado de Nova York e se perguntou, enquanto olhava para a imensa extensão de terra necessária para o cultivo, se seria possível produzir vários tipos de frutas em uma única árvore. Este pensamento o conduziu a um projeto exclusivo que levou cinco anos para ser concluído, e seus frutos (trocadilho intencional) são colhidos hoje: o desenvolvimento de uma árvore que pode produzir 40 tipos diferentes de frutas.

A Árvore que Dá Mais de 40 Tipos de Frutos

O processo de Aken incluiu plantar as árvores que ele queria combinar através de enxertos, cortando alguns dos ramos e enxertando-os de uma forma única na árvore principal. Seu sucesso ao longo do caminho levou a árvore a co-gerar uma variedade de frutas: cerejas, nectarinas, amêndoas, pêssegos, ameixas, etc.

A Árvore que Dá Mais de 40 Tipos de Frutos

Uma vez que cada planta requer diferentes níveis de irrigação e cuidado, Aken mantém um diário que registra a situação de cada planta, a quantidade de água de que necessita e quando.

FONTE: http://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=6882

Anúncios

Feito com carinho

09/06/2018 às 3:36 | Publicado em Fotografias e desenhos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: , , ,

Esse vale a pena divulgar ! Confiram mais em: https://m.facebook.com/feitocomcomcarinhosoniapaula/posts/1168479159918904


Do zapzap que recebi com a notícia e fotos:

“Médica de Curitiba, envolvida num trabalho/campanha preventiva do suicídio, inclusive infantil . É um alerta às famílias no cuidado com seus pequenos!!!”

FCC2

FCC1

FCC3

FCC4

FCC5

FCC6

FCC7

FONTE: https://m.facebook.com/feitocomcomcarinhosoniapaula/posts/1168479159918904

Filósofos

31/05/2018 às 3:33 | Publicado em Artigos e textos | 1 Comentário
Tags: , ,

Filosofia e mecânica quântica: só mesmo a genialidade de Veríssimo para escrever sobre essas matérias, e com humor.

editorial-texto


Filósofos   Verissimo_sax

Segundo George Steiner, existem dois tipos de filósofos ocidentais: os que como Platão, Descartes, Spinoza, Pascal e Wittgenstein, entre outros, usam a matemática como referência para entender o mundo e dão mais valor a códigos e padrões do que ao discurso e  à especulação; e os que como Aquinas, Hegel, Nietzsche, Heidegger e Sartre vão fundo nas motivações humanas e preferem a História e suas surpresas às equações e suas certezas.

No fim, o que os diferencia é o modo de encarar o tempo: há o tempo mensurável do matemático, sem o qual a ciência e a tecnologia seriam impossíveis, e há o tempo como “durée”, ou duração, experimentada pelo ser em constante devir, o passado e o futuro articulados pela memória e pela imaginação, de maneira que a ciência não explica. O cronômetro contra a literatura.

Os filósofos “matemáticos” não representam razão sem alma e os outros não partem, necessariamente, de premissa metafísica (não se imagina Sartre começando por Deus), mas a oposição ciência-religião era parecida com a oposição cronômetro-literatura.

Todas as grandes religiões são construções literárias, narrativas episódicas, histó- rias de homens santos ou a caminho da santidade e seu devir no mundo.

Já a ciência lida coma reincidência, com fenômenos sem história, sem caráter e sem desenlace, com o que é, e não com o que acontece. Mas isso mudou com o surgimento da teoria e as subsequentes experiências com a mecânica quântica, quando a ciência, subitamente, fascinantemente, adquiriu características literárias –como, por exemplo, a ironia.

Hoje se sabe que certas partículas subatômicas se comportam de um jeito quando são observadas e de outro quando não são. Há partículas imprevisíveis como heróis picarescos e temperamentais como divas. O mundo natural, ai de nós, também tem sua retórica e também pode ser uma narrativa rumo a uma epifania ou mais. Vá entender.

(Luis Fernando Veríssimo)

FONTE: Principais jornais do país, 27.05.2018

Liz e seus mundos 2

28/05/2018 às 10:21 | Publicado em Fotografias e desenhos, Zuniversitas | Deixe um comentário
Tags: , ,

Mais um no mesmo nível !


Mudos_Liz_28_05_2018

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: